6 despesas que sua empresa pode cortar agora mesmo!

6 despesas que sua empresa pode cortar agora mesmo!

Tempo de leitura: 

5 minutos

Toda empresa visa o lucro em suas atividades, mas uma renda positiva não é necessariamente sobre quanto dinheiro se ganha, e sim a diferença entre o dinheiro que entra e o que sai. Em um momento de instabilidade financeira como o que estamos vivendo, é extremamente importante melhorar o funcionamento interno da organização, reduzindo despesas sem afetar a produtividade.

Aliado a isso, sustentabilidade é hoje um dos temas mais comentados pela mídia e a sociedade — e não é por menos, a situação está realmente crítica. O consumidor está cada vez mais atento à proveniência dos produtos, interessando-se pelo posicionamento social e ambiental das empresas com as quais se vincula.

Visando a economia, o fortalecimento da sua imagem no mercado e o equilíbrio ecológico que almejamos, fizemos esta lista com 6 modos de cortar despesas na empresa e diminuir seu impacto no planeta. Confira!

1. Limpeza manual

Enquanto os equipamentos relacionados à atividade principal da empresa costumam ser atualizados com frequência, melhorando o desempenho dos funcionários e agilizando o processo produtivo, a limpeza ainda é, em muitos casos, tratada como uma função menos importante e, por isso, não digna de investimento.

Essa visão se equivoca em dois pontos diferentes:

  1. ambientes sujos são menos produtivos; quem frequenta o local com assiduidade, como os funcionários ou até mesmo clientes, tem uma sensação de mal-estar e se torna menos motivado; além disso, a chance de acidentes e doenças trabalhistas aumenta significativamente;
  2. o custo inicial de um equipamento profissional de limpeza certamente elevará seu gasto mensal com o setor, que geralmente se resume à equipe, aos produtos e à água utilizada; no entanto, rapidamente esse investimento se converte em economia, já que todas essas despesas citadas se tornarão muito menores desse ponto em diante.

Vale mencionar, ainda, que a limpeza se tornará mais rápida, mais simples de planejar, mais eficiente para as sujeiras pesadas, fisicamente menos exigente para os funcionários e mais ecológica (reduzindo o uso de água e produtos químicos).

2. Descartáveis

Todos os dias as pessoas bebem água e café — geralmente mais de uma vez por dia, inclusive, — e seria realmente caro contratar um copeiro para manter os copos sempre limpos à disposição dos funcionários. Então, desde que o plástico se tornou acessível, as empresas passaram a utilizar esse material, dentro da lógica do descartável, criando uma sensação de modernização sofisticada. Essa impressão sobre o plástico pertence ao século XX e já está ultrapassada.

Como não é biodegradável, o plástico não tem nada de descartável. Ele se acumula ano após ano, longe das vistas dos centros urbanos, mas não deixa de ser um problema ambiental grave que precisa de mobilização social para ser solucionado.

A fim de cortar despesas na empresa e gerar menos lixo, canecas individualizadas são uma solução simples que gera ótimos resultados. Basta um local para que sejam armazenadas (de preferência próximo de onde se bebe água e café) e o incentivo para que os funcionários tragam seus recipientes personalizados ou, ainda, os fornecer você mesmo — é um pequeno investimento que se compensa ao retirar centenas ou milhares de copos descartáveis do orçamento de todos os meses consecutivos.

3. Impressão

A tecnologia deixou para trás a máquina de escrever, o mimeógrafo e o fax. A impressão, por sua vez, já está na hora de ser aposentada — ou, ao menos, drasticamente diminuída. Documentos digitais são rápidos de encontrar, simples e seguros de armazenar e fáceis de compartilhar. Impressão significa custos extras com papel e tinta. Juntando folha por folha, esse pode ser um peso realmente grande nas suas despesas.

Mude a política de impressão da empresa, incentivando os funcionários a economizar e mantendo algum tipo de controle sobre o que é impresso, exigindo registro e justificativa da necessidade de fiscalizar aquele documento — isso evita, inclusive, impressões não relacionadas às atividades de trabalho.

Em pouco tempo você verá que seus custos diminuirão e haverá menos papel circulando pela empresa. O ambiente ganhará um aspecto mais organizado e menos árvores precisarão ser cortadas para a sua comunicação interna.

4. Desperdício de água

Recurso primordial cada vez mais escasso no planeta, a água é um bem de todos e precisa ser preservada. Campanhas de conscientização e adaptações como torneiras e descargas inteligentes reduzirão sua conta de água significativamente.

Outra forma de cortar despesas na empresa é passar a utilizar um recurso que cai do céu: sistemas de captação de água pluvial são um investimento pequeno perto da redução de gastos que podem significar. Consistem, basicamente, de calhas com tubulação direcionada para um tanque de armazenamento e mangueiras, torneiras ou tubulações para retirar a água na hora do uso.

Essa água não é potável, mas vale lembrar que bebedouros são uma parte ínfima na conta de água da empresa. A maior parte dos gastos está na limpeza, na irrigação de jardins e nos banheiros. Para todos esses casos, a água da chuva servirá muito bem. Os mananciais do seu município e o seu bolso agradecerão o esforço.

5. Iluminação artificial

Apesar de sermos muito gratos a Thomas Edson pela invenção da lâmpada elétrica, que nos permite realizar atividades normalmente durante a noite e em locais sem iluminação natural, não precisamos das luzes ligadas todo o tempo para demonstrar nossa felicidade.

A luz solar ajuda a regular o relógio biológico e gera sensação de bem-estar. Ambientes muito artificiais, como shoppings, nos deixam com a impressão de estar apartados do mundo e são evitados por muitas pessoas. Outro ponto positivo: é de graça! Então que tal fazer pequenas intervenções arquitetônicas para otimizar a luz natural do seu ambiente? Claraboias, janelas, tijolos e telhas transparentes permitem dispensar boa parte da iluminação elétrica durante o dia.

Para as luzes realmente necessárias, inclusive no período noturno, o LED é a solução ideal para os dias atuais. Sim, são lâmpadas muito mais caras que as incandescentes e fluorescentes, porém duram muito mais e gastam muito menos energia que os outros modelos. Não seja imediatista. A economia está em pensar no médio e longo prazo.

6. Eletricidade

Diminuir a conta de luz é uma ótima forma de economizar, mas que tal ir além? Você pode cortar essa despesa do seu orçamento! A energia solar está crescendo de forma estrondosa no Brasil e no mundo.

Nosso potencial para essa matriz energética é enorme e ela é a mais verde do mercado — por ser ecologicamente favorável, países como a Alemanha, que não tem tanto sol como aqui, estão investindo pesado no setor. A tecnologia só melhora e a instalação se tornou mais barata na última década e hoje já está presente em inúmeros estabelecimentos comerciais e residências do nosso país.

Com as recentes crises de fornecimento energético, gerar a própria eletricidade é garantir que seu negócio continuará a produção de forma tranquila mesmo em situações adversas para a concorrência, e eliminará a preocupação com as oscilações tarifárias. Instalando mais placas fotovoltaicas do que as necessárias para seu consumo, você pode não só deixar de pagar a conta de luz, mas passar a vender a produção extra para a companhia fornecedora.

Agora, que você já sabe cortar despesas na empresa de forma inteligente e ecológica, não deixe para amanhã a mudança que pode fazer hoje! Quer ter acesso a mais conteúdos como esse? Siga-nos no Facebook e tenha acesso aos nossos conteúdos assim que forem postados!