Acidentes com sistemas fotovoltaicos: como podemos evitá-los

Acidentes com sistemas fotovoltaicos: como podemos evitá-los

Tempo de leitura: 

2 minutos

Essa semana teve grande repercussão nas redes sociais e grupos de WhatsApp vídeos e fotos de dois acidentes com sistemas fotovoltaicos que causaram um verdadeiro alvoroço no setor solar. Muitos colegas e amigos me ligaram ou mandaram mensagem perguntando qual era a minha opinião sobre o ocorrido.

Num primeiro momento, não quis me manifestar por que um acidente sobre qualquer hipótese necessita de uma investigação profunda antes de qualquer julgamento. O que eu posso falar é que com o aumento das instalações e também com a grande diversidade de profissionais trabalhando na área é necessário uma intervenção do CREA, tanto na fiscalização dos projetos, como na exigência de qualificação específica do profissional que realiza e executa projetos fotovoltaicos.

A popularização da energia solar no Brasil

Hoje no mercado, infelizmente, a regra predominante é a escala e a difusão em massa da tecnologia e a maioria das empresas ou instaladores está deixando em segundo plano a customização do projeto. Por vezes eu fico chateado com a forma em que os projetos fotovoltaicos são tratados.

A realidade que vemos no mercado nacional é o projeto sendo substituído por “KIT”, como se fosse algo trivial, padrão, enquanto na prática, levando em consideração toda a lógica e os processos de implementação, sabemos que há uma grande necessidade de customização para que esse gerador seja bem instalado e efetivamente gere os resultados esperados.

A difusão em escala para a geração distribuída é necessária, até para que se cumpra com seu papel democrático. No entanto, a profissionalização do setor deve acompanhar o movimento e efetivamente garantir que a sociedade seja atendida com segurança. A realização de um bom projeto é fundamental, mas não vou dedicar esse espaço para falar da importância desse trabalho. Nesse texto o foco é falar sobre o comissionamento das obras solares fotovoltaicas.

O comissionamento das obras solares fotovoltaicas

Acredito que neste aspecto temos uma grande oportunidade de melhoria no setor. Se observarmos os problemas que vem ocorrendo em obras solares, é possível afirmar que 50% são decorrentes de falhas em projetos e os outros 50% em falhas de execução. Portanto, o comissionamento tem papel fundamental para que se tenha uma garantia de que o projeto foi executado de acordo, ou até mesmo identificar possíveis falhas no mesmo.

Atualmente uma das pesquisas que estamos fazendo aqui na empresa é viabilizar o processo de comissionamento remoto, esse procedimento visa identificar possíveis falhas de operação no projeto e orientar as equipes de instalação a realizarem as adequações antes da entrega da obra. Acredito muito no comissionamento e espero que em breve todas as nossas obras sejam devidamente comissionadas para que possamos minimizar acidentes com sistemas fotovoltaicos de geração distribuída e levarmos liberdade energética com mais segurança para a sociedade.

Portanto, creio que os acidentes com sistemas fotovoltaicos que ocorreram essa semana devem ser devidamente apurados. Também penso que a melhor maneira de evitar que problemas como esses continuem acontecendo é investindo na profissionalização do mercado em nosso país.

O que você pensa sobre o assunto? Tem alguma opinião? Então, compartilhe conosco nos comentários para que possamos debater possíveis soluções para os acidentes com sistemas solares fotovoltaicos.