Avaliação da fatura de energia e a economia na conta final

Avaliação da fatura de energia e a economia na conta final

Tempo de leitura: 

2 minutos

Temos recebido diversos contatos de clientes solicitando avaliações da conta de energia elétrica. Como falamos em nosso primeiro post, a energia elétrica aumentou consideravelmente nos últimos 3 anos e esse assunto passou a ser prioritário para qualquer empresa ou negócio, uma vez que esse custo se tornou a base de qualquer cadeia de produção.

Com as análises das faturas de energia elétrica, percebemos que não é somente pelo acréscimo de energia que as contas estão pesadas. O que queremos dizer é que muitos consumidores estão com enquadramentos tarifários inadequados, ou seja, pagando multas por excesso de energia reativa, demanda complementar ou excesso de demanda. Esses pagamentos adicionais geram acréscimos exagerados na conta de energia elétrica e são causados por parâmetros que podem ser adequados, por vezes, sem custo nenhum ao cliente.

Através do estudo das faturas de energia elétrica que chegaram aqui na HCC Engenharia Elétrica para análise, detectamos que em 50% delas ocorre algum pagamento adicional ou enquadramento inadequado, um índice muito elevado considerando o atual cenário de tarifas de energia elétrica.

A recomendação é que mensalmente se faça uma análise da fatura e, ao detectar qualquer divergência, procurar um profissional especializado para que uma solução seja tomada rapidamente e esse erro não se propague para os próximos ciclos de faturamento.

Consumidores rurais possuem algumas vantagens para se conectar no grupo A, esse grupo tarifário previsto na RES 414 da ANEEL, permite a consumidores conectados em média tensão o pagamento de valores menores de kWh mediante a contratação de demanda, no entanto, é de suma importância que ocorram ajustes no contrato de fornecimento de energia elétrica para que surpresas não apareçam na conta, principalmente no aspecto que diz respeito a contratação da demanda e da sazonalidade, da utilização das cargas, principalmente para consumidores de irrigação, que possuem também benefícios e subsídios nas tarifas em determinados períodos do ano e do dia.

Para consumidores industriais e comerciais que aderirem ao grupo A, devem ser analisadas as questões dos horários de ponta e a diversificação da demanda com relação a utilização diária. A utilização de grupo gerador pode ser possível, no entanto, deve ser realizado um estudo de viabilidade já que a utilização desse tipo de energia costuma ser cara, além de ter um alto custo de manutenção.

Caso você tenha alguma dúvida ou queira solicitar aos nossos técnicos uma análise de sua conta de energia elétrica, entre em contato pelo nosso site www.hccengenharia.com.br