COP26 2021: confira o novo cenário de energia solar no Brasil

COP26 2021: confira o novo cenário de energia solar no Brasil

Tempo de leitura: 

5 minutos

A COP26 2021 trouxe para o mundo medidas necessárias para reverter o aquecimento global. A conferência é de grande importância, sendo considerada como urgente no que se refere ao cenário atual das alterações climáticas.

Você já ouviu falar da COP26 2021? Sabe qual a importância do uso da energia solar para a contenção das alterações climáticas? Confira nosso post, pois responderemos algumas questões sobre esses assuntos!

O que é COP26?

COP é a sigla de Conference of the Parties, em inglês, que significa conferência das partes. É um encontro realizado anualmente, nos últimos 30 anos. É organizada pelas Nações Unidas e reúne quase todos os países para discutir problemas globais sobre o clima. Desde do início da COP, assuntos relacionados às alterações climáticas passaram a ser considerados prioridade política globalmente.

A COP26 2021, foi realizada entre os dias 01 e 12 de novembro, na cidade de Glasgow, no Reino Unido. Durante 12 dias, líderes do mundo todo, diversos negociadores, representantes do governo, das empresas, líderes religiosos, cientistas e cidadãos se reuniram para discutir providências que visam a manter o aquecimento global médio abaixo de 1,5°C.

Como funciona a COP26 2021?

A 26ª COP foi considerada a mais importante e urgente em relação às outras. A crise climática é realidade, e cada dia mais é necessário elaborar medidas para a contenção dos efeitos do aquecimento global e da exploração dos recursos naturais. Com metas ambiciosas, a COP26 2021 teve como principal objetivo descarbonizar a economia e evitar uma catástrofe relacionada ao aquecimento global.

A COP foi criada em 1992, e já foi realizada em mais de 20 países em todos os continentes. Na conferência, são discutidas as ações para combater a emissão dos gases, como monóxido e dióxido de carbono, metano e óxido nitroso, que causam o efeito estufa. A COP26 era para ter acontecido em 2020, mas, devido à pandemia de Covid-19, só pode ser realizada no final de 2021.

Quais são os objetivos da COP26 2021?

As questões climáticas são o tema principal de discussão na COP26 2021, e é nela que os líderes analisam se os países cumpriram as metas estabelecidas na última conferência. Também, se os planos para a diminuição dos gases poluentes estão atualizados. A COP26 tem quatro principais objetivos. Confira!

Manter o aumento da temperatura média abaixo de 1,5°C e assegurar a neutralidade carbônica global

Para que os países consigam cumprir a primeira meta até meados do século XXI, uma série de medidas precisam ser tomadas, como:

  • eliminar progressivamente o uso do carvão como fonte de energia de maneira mais acelerada;
  • conter a taxa de deflorestação;
  • priorizar a transição para veículos movidos a eletricidade;
  • investir em energias renováveis, como a energia solar.

Assegurar a adaptação para proteção das comunidades e habitats naturais

A importância de assegurar e proteger o habitat natural também é um objetivo da COP26 2021. Para que essa meta seja concretizada, é necessário que os países realizem ações, como:

  • garantia de que países no topo global assegurem a cooperação para permitir e encorajar os países mais afetados;
  • proteção e restauração dos ecossistemas;
  • construção de sistemas de alerta e defesa, com objetivo de evitar a perda de casas, vidas e meios de subsistência.

Assegurar a mobilização do financiamento

Além de metas estabelecidas para os países, ainda se faz necessário assegurar o financiamento para o combate às alterações climáticas. Esse objetivo somente será alcançado, caso as seguintes medidas sejam cumpridas:

  • os países mais desenvolvidos precisam mobilizar pelo menos 100 bilhões de dólares por ano para o financiamento da transição climática;
  • as instituições financeiras internacionais devem conseguir bilhões de financiamento do setor privado e público para investimentos em projetos que permitem a neutralidade carbônica.

Cooperar para enfrentar os desafios da crise climática

É necessário que os países cooperem e enfrentem os desafios climáticos, mas para isso, é importante que se concretize:

  • finalização do Manual de Regra de Paris (COP21);
  • aceleração das ações para combater a crise climática por meio dos esforços e união entre os governos, a sociedade civil e as empresas.

Quais foram os principais ganhos com a COP26 2021?

Alguns temas cruciais para a diminuição do aquecimento global avançaram desde 2015. Países prometeram tomar medidas para a preservação ambiental e as alterações climáticas. Veja!

Reino Unido

O Reino Unido prometeu disponibilizar 565 milhões de libras para a agricultura sustentável e o reflorestamento.

Índia

A Índia se comprometeu a, até 2070, zerar a emissão de carbono no país. A promessa foi realizada pelo primeiro-ministro Narendra Modi.

Colômbia

Com uma promessa de curto prazo, a Colômbia assinou um acordo em que, até 2030, vai paralisar o desmatamento ilegal no seu território.

Canadá

O país disponibilizará 5,3 bilhões de dólares contra o aquecimento, sendo que 80% dessa disponibilidade a projetos que também lutem pela igualdade de gênero.

Brasil

Nosso país também prometeu que, até 2025, reduzirá 37% de suas emissões, e eliminará 50% das emissões de CO2. Chegará à neutralidade de emissões (ou seja, a quantidade de emissão líquida de CO2 derivada de atividades antrópicas será equivalente a zero) até 2050. É importante ressaltar que, anteriormente, o Brasil havia estipulado o cumprimento das ações até 2060.

Estados Unidos

Potência mundial, os Estados Unidos prometeram redução em 50% da emissão de gases que causam o efeito estufa, até 2030.

O que mudou no cenário mundial de energia solar com a COP26?

A energia solar é uma fonte de energia renovável e limpa. Anteriormente, era considerada a energia do futuro, mas com a COP26 2021, ela já uma realidade.

Na conferência, a energia solar foi uma das principais pautas relacionadas a fontes de energia renovável, como alternativa de ação no combate ao aquecimento global. No final do encontro, países decidiram optar pelo uso de energia limpa, entre elas, a solar. Com isso, o uso desse tipo de energia em casas, empresas e órgãos públicos vai aumentar cada vez mais.

Ainda em 2021, algumas nações já começaram a pôr em prática o uso da energia solar para diminuir e neutralizar o aquecimento global. Países como Reino Unido, Japão, Europa e Canadá iniciaram a instalação de energia fotovoltaica em lugares como escolas e residências. Também há investimentos no fornecimento de energia solar para outros países em desenvolvimento.

Como o cenário da energia solar muda no Brasil com a COP26?

O Brasil tem demonstrado grande potencial no que se refere a energia solar. Em 2020, alcançou o 9º lugar em investimentos na energia fotovoltaica. Também economicamente, o país é líder na geração de empregos no setor de energia solar. Com a mudança de cenário, a economia brasileira, os investimentos industriais e a geração de empregos são impactadas positivamente, tornando a energia solar mais promissora.

O setor se mantém otimista para 2022. Veremos, cada vez mais, o incentivo do governo para o uso de energia renovável, principalmente, a solar. A partir da conferência e das metas propostas pelo Brasil, essa fonte energética será cada vez mais utilizada pelo setor privado, pelo setor público e pelos cidadãos.

A COP26 2021 veio com objetivos fundamentais para a diminuição do aquecimento global. Com metas estipuladas para a diminuição dos gases do efeito estufa, países terão que adotar medidas de combate às alterações climáticas e para a preservação ambiental. A energia solar assume um cenário de destaque no campo de energia renovável e limpa, sendo tema relevante na conferência.

A energia solar é bem mais do que uma medida de economia financeira, mas também, uma ação de preservação ambiental. Gostou deste conteúdo? Aproveite e curta a nossa página do Facebook!