Energia solar em Bangladesh: como a cidade se tornou o primeiro "país solar"

Energia solar em Bangladesh: como a cidade se tornou o primeiro "país solar"

Tempo de leitura: 

4 minutos

Bangladesh é um pequeno país asiático, quase todo rodeado pela Índia. Por incrível que pareça, até pouquíssimo tempo atrás, suas noites eram banhadas à luz de velas. Não havia atividades noturnas que necessitassem de energia elétrica, simplesmente, porque ela é bastante escassa no pequeno país.

Porém, o governo de Bangladesh criou um programa que revolucionará a vida de seus habitantes: até o fim de 2021, com o objetivo de se tornar a primeira nação solar do mundo, o país contará com painéis solares em praticamente todas as suas casas e estabelecimentos. Cerca de 2 mil MW de energia solar serão gerados para esse fim.

O investimento não será apenas para essa fonte de energia renovável: há grandes incentivos, também, para a expansão da energia eólica no país. Impressionante como uma nação com tão pouco investimento em energia elétrica pode se transformar na pioneira em total uso da energia solar, não é mesmo?

Quer aprender mais sobre a energia solar em Bangladesh? Então, continue conosco! Vamos explicar quais os principais objetivos dessa expansão, contar quais investimentos foram recebidos, como os moradores estão recebendo esse novo programa, como ele chegou nas zonas rurais, entre outros aspectos. Não perca!

Quais são os objetivos do país em tornar a energia mais acessível?

O principal objetivo está em possibilitar que toda a população de Bangladesh tenha acesso a alguma fonte de energia durante todos os dias e noites. Outra razão está em possibilitar o crescimento e desenvolvimento geral do país, gerando empregos e enriquecendo a nação. Além disso, proteger o meio ambiente com a adoção de uma das fontes de energia renovável mais poderosas do planeta.

Quais foram os investimentos recebidos?

Para a expansão da energia solar, o país conta com a ajuda do Banco Mundial e outras organizações próprias para o desenvolvimento. Empresas privadas também estão patrocinando o programa.

É importante lembrar que os moradores pagam pelos painéis solares. Porém, contam com a ajuda de organizações sem fins lucrativos, como a Grameen Shakti, que possibilita o pagamento dos painéis, em taxas mensais, em um período de dois a três anos.

Como os moradores já têm sido impactados de forma positiva?

Antes da expansão do uso da energia solar, as atividades noturnas no país eram escassas. Agora, atividades que antes só poderiam ser feitas no período diurno, como ir às compras, estudar, trabalhar e se divertir, também podem ser feitas com mais tranquilidade no período noturno.

Além disso, as produções de alimentos e as indústrias, de um modo geral, também aumentaram consideravelmente, pois com a ampliação de energia, houve o aumento do tempo útil de produção.

Como a energia solar chegou às comunidades rurais do país?

Estima-se que cerca de 60% da população de Bangladesh não têm acesso à energia elétrica, sendo que em grande parte dessa porcentagem concentra-se a população rural. Com isso, o investimento prioritário de expansão da energia solar foi voltado a essas pessoas, o que logo se ampliou e foi um grande sucesso.

Quais as vantagens da energia solar?

A energia solar conta com muitas vantagens que a tornam uma das melhores opções de recurso energético renovável do mundo. Veja quais são algumas delas.

Economia em recursos financeiros

De forma diferente do que acontece no uso da energia elétrica, a energia solar conta com pouquíssimos gastos tributários, o que reduz o valor pago para o seu uso. Além disso, o uso dessa fonte energética não depende dos altos níveis de água contidos nos reservatórios das usinas hidrelétricas.

Baixa necessidade de manutenção

A geração da energia solar ocorre com o uso de painéis fotovoltaicos. Esses equipamentos têm grande durabilidade e a manutenção deles é feita por meio de uma lavagem simples, a cada seis meses, e a fiscalização da sua geração de energia elétrica. Ou seja, além da baixa necessidade de manutenção, os custos para fazer isso também são pequenos.

Alto retorno sobre investimento

Os painéis solares não são muito baratos, mas o retorno sobre o investimento do negócio é muito rápido, o que faz o aporte de recursos valer a pena. Estima-se que o tempo de retorno gire em torno de três a cinco anos, e isso significa que, após o período de amortização da compra do equipamento, o cliente obtém uma grande rentabilidade.

Melhoria da imagem da empresa

A adoção de práticas sustentáveis torna as empresas bem-vistas no mercado. Para que uma boa imagem seja conquistada, muitas organizações buscam as famosas certificações, como o Selo Solar e o Leadership in Energy and Environmental Design (LEED), que aumentam a credibilidade do negócio, até mesmo, internacionalmente.

Desenvolvimento de uma cultura de sustentabilidade

Antigamente, pensava-se que apenas as grandes empresas eram responsáveis por adotar uma postura sustentável e, com isso, servir de exemplo à sociedade. Porém, atualmente, até mesmo os pequenos negócios estão adotando esse conceito como forma de chamar a atenção para o mercado.

Isso é um fato excelente, pois quanto mais negócios adotarem práticas sustentáveis, melhor para a proteção ao meio ambiente e para o exemplo dado à sociedade.

Como a energia solar pode contribuir para o desenvolvimento de um país?

A geração de energia solar pode colaborar não apenas em termos financeiros e econômicos, mas também, nas questões sociais e ambientais. No caso do Brasil, um país predominantemente tropical e com uma das maiores cargas tributárias do planeta, a substituição parcial da energia de fontes tradicionais pela energia solar seria extremamente viável e benéfica, principalmente, para a população, que economizaria bastante com o pagamento de impostos, taxas e tarifas.

De uma forma geral, a energia solar é limpa, não polui o ambiente, não prejudica a saúde dos seres vivos e não gera grandes gastos, a não ser o investimento nos painéis solares, que volta depois de um tempo, em forma de lucro. Bom, parece uma excelente opção, não é mesmo? Ao menos é o que podemos constatar no exemplo de adoção desse grande programa de energia solar em Bangladesh.

Gostou de aprender mais sobre o assunto? Então, não deixe de entrar em contato conosco e entender como podemos ajudar a elaborar o seu projeto!