Energia Solar: uma solução eficaz para independência energética

Energia Solar: uma solução eficaz para independência energética

Tempo de leitura: 

2 minutos

Na nossa primeira postagem, vamos trazer um assunto de extrema importância, principalmente neste momento de crise:economia de energia elétrica.

A energia elétrica vem sofrendo reajustes assustadores nos últimos 3 anos. Para se ter uma ideia, neste período, o acréscimo passou de 50% e, como a energia elétrica é um produto básico, tanto nas áreas comercial e industrial como na residencial, isso afetou o bolso de todos brasileiros.

Existem muitas maneiras de se economizar energia elétrica, uma delas é melhorar a instalação com a inserção de equipamentos ecargas mais eficientes, com certificação, selo do PROCEL (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica) além das determinações e fiscalizações feitas pelo INMETRO. Esse processo, geralmente, pode implicar grandes despesas e demanda a substituição de diversos equipamentos dentro de nossa casa, e/ou empresa. Hoje, está em evidência a iluminação em LED que é uma iluminação de alta eficiência luminotécnica que possui baixo consumo de energia elétrica.

Vamos reforçar nessa primeira postagem um meio de economia que está criando muita força no cenário atual, através da geração da própria energia elétrica.

Atualmente, com adequações da norma e com a flexibilidade da legislação, sobretudo com a resolução 687/2015 da ANEEL, é viável que qualquer unidade consumidora tenha sua própria geração de energia elétrica. Além da liberdade, livra o consumidor de aumentos, taxas e impostos que possam vir a acontecer.

Especialmente, dentro da nossa expectativa e incluída no atual cenário da matriz energética, o sistema de energia que mais cresce e que mais vai crescer no Brasil é o solar. Por quê? Porque o sol é uma fonte inesgotável de energia, é renovável e está cruzando sobre nós todos dias em todos lugares.

Neste momento, é favorável investir em energia solar, pois os sistemas possuem alta durabilidade e sua vida útil é superior à 25 anos, além de possuir uma taxa de manutenção inexpressiva. Além disso, os consumidores que estão ligados em baixa tensão, tanto residenciais como comerciais, que possuem sistemas de menor porte, pagam uma tarifa de energia muito alta. Nestes casos, pelos trabalhos que tem se desenvolvido, pelo crescimento do mercado, pela concorrência de produtos importados e pela recente baixa do dólar, os sistemas de geração energia fotovoltaica estão se pagando, em média, de 4 à 6 anos, ou seja, é uma expectativa muito atrativa e que vai nos liberar da conta de energia a curto prazo.

Hoje a tendência de economia de energia passa pela eficientização das cargas, mas fundamentalmente, pelo consumidor ter sua energia e se tornar totalmente independente das redes de energia elétrica de concessionárias.

Em meio a todas essas vantagens, a energia solar é uma fonte de energia renovável que traz grandes vantagens para o meio ambiente e também para a questão da sustentabilidade, deixando de utilizar fontes poluidoras como carvão, a matriz energética mais cara que temos no Brasil.