Entenda como garantir sua segurança financeira!

Entenda como garantir sua segurança financeira

Tempo de leitura: 

5 minutos

Quando queremos investir no próprio negócio, sempre surge a seguinte pergunta: por onde começar? Na busca da tão sonhada independência financeira, é preciso procurar, paralelamente, algo que chamamos de segurança financeira.

Se você quer uma vida equilibrada para ter um fluxo de caixa em dia e prevenir problemas internos, como o excesso de estoque, o conhecimento ajudará nesse objetivo. Ele é indispensável para quem está iniciando no mercado competitivo atual.

Veja abaixo algumas dicas para garantir mais segurança na gestão de suas finanças!

Avalie sua situação financeira e defina um percentual para poupar

Basicamente, significa que você deve organizar suas finanças pessoais e empresariais de forma separada. Em uma planilha, descreva suas despesas primárias (aquelas que têm maior prioridade), secundárias e terciárias. Após concluir esse estudo da sua saúde financeira, é hora de poupar.

Destine em torno de 5% a 10% do seu salário para investimentos no negócio. Assim, quando realizar as devidas pesquisas de mercado, já terá poupado uma quantia significativa do montante para iniciar seu empreendimento. Também terá uma noção de gastos iniciais de curto prazo, como pequenas reformas.

Entenda todas as suas despesas e busque adequação às receitas

Um problema recorrente no Brasil é a inadimplência. As pessoas, muitas vezes, gastam o dobro ou o triplo do que realmente ganham por mês. Se a sua renda corresponde a menos de R$ 2.000,00, você não pode gastar R$ 4.000,00!

A mesma situação pode ocorrer quando você está prestes a iniciar seu próprio negócio. Como dito, é necessário avaliar como a sua situação financeira se encontra para garantir que suas futuras despesas e receitas possam coincidir com sua atual realidade. Para isso, é preciso fazer a separação das contas.

Separar despesas pessoais das empresariais é um passo demorado, mas necessário. É preciso identificá-las para evitar desequilíbrio na parte pessoal e profissional. Ao final desse processo, você terá ciência dos gastos efetuados, dos que estão previstos e da receita final para planejar um futuro financiamento para sua empresa.

Para facilitar ainda mais, é recomendável ter contas bancárias diferentes: uma para pessoa física e outra para pessoa jurídica, de modo que as suas despesas e receitas pessoais e empresariais não se misturem.

Faça uma pesquisa de mercado

É importante identificar quais despesas e receitas são pessoais e quais são empresariais. Depois disso, está na hora de começar a pensar na sua estratégia de mercado para que a sua empresa se torne competitiva em um cenário cada vez mais exigente.

O mercado é instável. Isso significa que está em constante transformação e os empresários, sejam eles grandes ou microempresários, precisam acompanhar essa mudança para que não percam a competitividade.

Realize uma pesquisa dentro do ramo em que você atua ou deseja atuar. É uma forma eficaz de iniciar sua empresa e ter a tranquilidade de saber como funciona o segmento almejado. A pesquisa pode ser realizada por meio de contato direto com as pessoas, nas mídias convencionais (jornal, TV, rádio) ou online.

Tenha um plano de ação e trace metas atingíveis

Sua pesquisa de mercado está concluída. Agora, você precisa usar as informações necessárias de acordo com a realidade do mercado. O objetivo é dar continuidade ao trabalho com as informações obtidas em sua pesquisa.

O plano de ação é um dos pilares do ramo empresarial. Nele, você traça metas a serem cumpridas pela empresa e lista o objetivo a ser alcançado para cada período. Muitos planos de ação visam resultados a longo prazo, mas, se a sua empresa ainda não está consolidada no mercado, não há necessidade disso.

Vale ressaltar que a conclusão das metas empresariais é extremamente importante para o sucesso de uma empresa, mas elas devem ser alcançáveis. Se você tem uma empresa de pequeno porte, não deve aplicar metas que normalmente são cabíveis apenas a empresas de grande porte.

Além disso, cada meta é gradual, ou seja, leva um período para ser concluída. O plano de ação faz parte do cronograma da sua empresa e precisa ser atualizado sempre que possível.

Trabalhe para aumentar sua produtividade

Um ponto crucial para garantir ainda mais a segurança financeira da sua empresa é a produtividade. A produtividade de uma empresa depende de fatores internos que precisam estar harmonizados, e isso vale para todos os segmentos de negócio.

É possível obter esse aumento respeitando os critérios abaixo.

O planejamento

Verifique como foram as vendas da empresa no trimestre anterior para fazer uma análise das mercadorias. Assim você pode identificar, por exemplo, se há algum produto que possa ser produzido em escala menor ou maior.

A motivação dos funcionários

Uma empresa que propicia um bom ambiente de trabalho, com benefícios justos para seus funcionários (comissões de venda, espaço de lazer com livros, refeitório, banheiros, etc.), possibilita que eles trabalhem efetivamente e focados em suas funções.

A capacitação de equipe/funcionários

O mercado de trabalho exige que os colaboradores estejam atualizados e aptos a exercer suas atividades. Uma empresa que permite aos empregados realizar cursos de capacitação dentro do próprio ambiente de trabalho é inovadora.

Com isso, o empregado aprofunda ainda mais seus conhecimentos e pode aplicá-los em benefício da empresa, além de apresentar uma melhoria na autoestima e na sua produtividade.

Invista em franquias para otimizar sua segurança financeira

Outra ação que pode ser tomada é o investimento em franquia. Esse tem sido um dos negócios mais bem-sucedidos em nosso país, mesmo para iniciantes. A Associação Brasileira de Franchising (ABF) revelou que houve crescimento de 6,3% no terceiro trimestre de 2018 em relação ao período anterior.

A franquia é um modelo de negócio em que o empreendedor aproveita a reputação e o conhecimento de uma marca para trabalhar e ganhar dinheiro. Dessa forma, ele usufrui de vantagens como:

  • plano de negócios estruturado;
  • identidade visual e suporte padronizado;
  • ações de marketing com despesas divididas entre todos os franqueados;
  • conhecimento compartilhado e treinamentos;
  • auditorias internas;
  • e assistências extras (como orientações sobre o setor contábil, o setor fiscal/tributário, a área jurídica e todos os processos burocráticos).

Um mercado competitivo demanda inovação sempre que possível, para que a sua empresa não fique para trás. Mas não basta simplesmente abrir um negócio e esperar que as coisas aconteçam. É preciso buscar informações sobre como realizar tal feito.

Entender sobre segurança financeira pode fornecer dados importantes sobre o ramo em que você pretende atuar, sobre a organização das finanças e o tipo de trabalhador que deseja ter em sua empresa. Utilizando essas informações, sua vida financeira não terá complicações.

Aproveite para registrar a sua opinião sobre o assunto. Diga o que pensa e deixe o seu comentário. Ele é muito importante para o nosso blog!