O desenvolvimento da Energia Solar no Maranhão

O desenvolvimento da Energia Solar no Maranhão

Tempo de leitura: 

2 minutos

O Maranhão é um dos estados com maior irradiação solar do Brasil e possui também uma tarifa de energia elétrica muito alta, fato esse que aumenta a atratividade dos investimentos em energia solar.

Segundo a ANEEL, o Maranhão possui 2.825 unidades consumidoras de energia elétrica com o uso da energia solar, numa potência de 34MW. Esses números se comparado ao resto do Brasil, mostram que ainda há um longo caminho pela frente na difusão da energia fotovoltaica no estado nordestino. A comparação que usamos bastante para avaliação e tamanho do mercado leva em consideração a densidade de geradores versus o número total de consumidores, nesse quesito, o Maranhão possui 161 sistemas de energia solar para cada 100 mil consumidores de energia, uma representação de apenas 0,1% do total do mercado.

Avaliando os diversos segmentos econômicos, a maior quantidade desses consumidores é residencial seguidos de comércio, indústria e rural.

Dados de Geração Distribuída do Maranhão

Outro ponto relevante na análise da energia solar no Maranhão, é a quantidade de municípios que já possuem ao menos um sistema de energia solar. Hoje são 138 municípios atingidos pela energia fotovoltaica de um total de 217, ou seja, mais de 60%.

A vivência na ponta do mercado da geração distribuída mostra que o principal agente de difusão tecnológica são as diversas linhas de crédito disponíveis para o setor, e o mais importante, todas linhas possuem atratividade econômica de imediato ao cliente que está interessado em energia solar, o chamado Financiamento Inteligente.

Para contextualizar, é importante entender o que significa “Financiamento Inteligente”, esse termo tomou forma quando as parcelas do financiamento ficam igual ou inferior a economia do cliente que investe em um sistema de energia solar, nesse caso, não há qualquer desembolso por parte do investidor e depois de um determinando período o equipamento está pago e gera economia total por mais 20 e tantos anos.

Esse movimento começou a criar forma em 2016, onde as linhas como o FNE Sol do Banco do Nordeste, com taxas de juros pequenas e parcelamento de longo prazo começaram a cruzar economia e investimento. No Maranhão em específico, as linhas do BNB são responsáveis pela maioria dos financiamentos de energia solar, tanto na Pessoa Física como na Pessoa Jurídica, atualmente os “Financiamentos Inteligentes” estão presentes em vários tipos de projetos, o que é uma verdadeira mola propulsora para gerar mais e mais negócios.

Com a popularização da tecnologia e com financiamentos atrativos, o Estado do Maranhão tem tudo para ser uma potência solar no Brasil, gerando economia e renda para toda população maranhense.