SolarAgro: Uma parceria HCC e Cotribá para o desenvolvimento do agronegócio

HCC e COTRIBÁ no agronegócio

Tempo de leitura: 

2 minutos

Há aproximadamente 2 meses, a HCC Energia Solar, empresa especialista em energia solar fotovoltaica, e a Cotribá, Cooperativa Centenária e referência no agronegócio do RS, iniciaram as conversas para a formação de uma aliança estratégica que visa impactar positivamente a vida do homem do campo. Ambas empresas nasceram em Ibirubá, município do interior do RS, notabilizado pela agricultura e sua veia cooperativa, nesse contexto o alinhamento de propósito foi imediato, por que a HCC quer democratizar a energia solar no Brasil, levando energia limpa e barata para todos e a COTRIBÁ tem um compromisso com seu associado de levar tecnologia e facilitar o acesso a ela.

Essa sinergia empresarial fez acontecer o Programa SOLARAGRO, uma parceria inédita que visa ampliar o acesso à tecnologia ao homem do campo, oferecendo condições de negócio muito atrativas para efetivamente romper qualquer obstáculo que ainda tenha para que o agronegócio passe a gerar sua própria energia e conquiste a famosa “Liberdade Energética”. E não é só na economia que o Programa SOLARAGRO pensa, temos como outro grande objetivo a sustentabilidade em gerar uma energia verdadeiramente limpa, sem impactar o meio ambiente com devastações de árvores, criação de barragens, termoelétricas e outras fontes que fazem o nosso clima mudar e acabam sim trazendo prejuízos para o nosso solo e para nosso sustento a longo prazo.

A Cotribá oferecerá o seu relacionamento com diversas instituições bancárias para disponibilizar ao seu associado que quer financiar seu sistema de energia solar taxas diferenciadas, que vão trazer o conceito do Financiamento Inteligente para o projeto fotovoltaico, ou seja, a prestação será menor do que a economia de energia.

Além dessa condição personalizada, o associado da Cotribá também poderá acessar as linhas de crédito da própria HCC, que financia o seu sistema em até 60x com juros que partem de 0,79%, ou até mesmo buscar as linhas do BNDES como o PRONAF-Mais alimentos ou Inovagro, que utilizam equipamentos nacionais e que ofertam taxas de juros bem atrativas.

Outro ponto relevante, é que os subsídios para a energia rural estão diminuindo progressivamente, portanto, em breve o produtor rural estará pagando um valor de energia muito próximo ao que se paga na cidade, sendo assim os seus resultados serão diminuídos e a energia elétrica se tornará a maior vilã dos custos de produção. Nesse caso, gerar sua própria energia é uma consequência para aumentar os resultados de sua produção e também se manter competitivo diante desse custo que não para de subir.

Além disso, com a energia solar o produtor terá melhor qualidade de energia, por que durante o dia praticamente toda sua instalação estará funcionando com a energia solar, diminuindo o uso da rede da distribuidora e por consequência minimizando quedas de energia.

Estamos muito motivados com essa parceria, acreditamos muito no Agro e temos certeza que as condições proporcionadas pela COTRIBÁ vão fazer a diferença para os seus associados e por consequência a todo agronegócio do RS. O acesso da tecnologia solar vai possibilitar que o produtor rural viva um novo momento de inovação e que em breve será ainda ampliado com os sistemas de armazenamento que vão efetivamente revolucionar o jeito que a energia elétrica é produzida e consumida no campo.