10 coisas que as pessoas não sabem sobre a geração de energia solar

10 coisas que as pessoas não sabem sobre a geração de energia solar

Tempo de leitura: 

3 minutos

Que a energia solar é mais sustentável e que ela tem se tornado uma opção cada vez mais vantajosa economicamente todo mundo sabe. Apesar disso, por se tratar de uma tecnologia relativamente nova, ainda existem muitas dúvidas sobre a geração de energia solar.

Por isso, escrevemos este post para ajudar você que está pesquisando sobre energia solar a esclarecer suas dúvidas e crenças e conhecer as particularidades dessa forma de geração de energia elétrica.

1 – Vida útil das placas

As placas possuem vida útil média entre 25 e 30 anos. Estima-se que com boa manutenção e os cuidados adequados elas podem durar até mais e com uma boa produtividade. No entanto, esse é o padrão estipulado pela maioria dos fornecedores.

2 – Rendimento das placas ao longo do tempo

No momento que se dimensiona sistemas de geração fotovoltaica, é prevista uma perda de envelhecimento para as placas. A maioria dos fabricantes estima 0,8% de perda anual.

3 – Eficiência da geração

Embora se consiga gerar uma grande quantidade de energia com uma placa, a eficiência delas é baixa, sendo em média de 15 a 16%. Portanto, recomenda-se sempre a aplicação de um sistema que engloba mais de uma placa.

4 – Influência da temperatura na geração

A questão da temperatura é um ponto importante no rendimento da geração da energia solar. Embora pareça um pouco contraditório, quanto maior o calor, maior é a perda de eficiência da geração. Logo, por mais curioso que isso seja, a condição perfeita de geração se dá com bastante irradiância solar e uma temperatura ambiente amena.

5 – Sombreamento x geração de energia solar

Sim, o sombreamento prejudica a geração de energia solar. Por isso é importante fazer um estudo detalhado na variação da posição do sol ao longo do dia e durante todas as épocas do ano, pois isso irá verificar os pontos mais críticos e também avaliar o percentual de redução na geração de energia solar. É importante ressaltar que a perda pode ser diminuída, com isolamentos das partes atingidas através da abertura de novas strings e melhor projeto e dimensionamento do inversor.

6 – Posição das placas deve ser direcionada ao Norte

Muitas perguntas chegam para nós sobre o posicionamento das placas solares. Obviamente, a melhor orientação das placas para a obtenção da melhor radiação solar durante o ano, é voltada ao norte. No entanto, essa diferença para pequenas inclinações de telhado são insignificantes e são facilmente compensadas, com a instalação de mais placas. Atualmente para pequenas inclinações, é recomendado a utilização de placas adicionais, que compensam mais do que investir em estruturas especiais direcionadas ao Norte.

7 – Inversor pode trabalhar acima de sua potência

O interessante é trabalhar com o inversor até 20% acima de sua potência nominal. Como existem muitos fatores que contribuem para a variação da potência de geração, os inversores dificilmente ao longo do dia funcionamento trabalham acima do limite de potência.

8 – Irradiância refletida

Outro fator que contribui muito para o aumento da geração de energia elétrica é o Albedo, coeficiente de reflexão da superfície que a placa está instalada. Normalmente em telhados claros de aluzinco o índice de reflexão é bem maior e por consequência há aumento na geração de energia elétrica. Fique ligado nessa dica!

9 – O sistema de geração fotovoltaico funciona com chuva

O efeito fotovoltaico que gera a energia elétrica é dado através da irradiação solar. Nesse caso, mesmo em período de chuva ou tempo nublado há geração de energia elétrica. Evidentemente o rendimento da geração cai significativamente, entre 10 e 30%, mas ainda assim, a geração ocorre. Caso ocorra muita chuva e o ambiente fique muito carregado a geração pode parar.

10 – As placas são resistentes a granizo

Sim, por mais que muitas pessoas não saibam, as placas são resistentes a quaisquer intempéries, inclusive ao granizo. A pressão de impacto que a placa resiste é de 5400 PA, com uma proteção de vidro temperado de 4mm de espessura. Evidentemente, que apesar disso tudo, as placas podem sofrer danos caso ocorram fenômenos climáticos de grande magnitude.

Esperamos que este artigo tenha te auxiliado a esclarecer as suas principais dúvidas com relação à geração de energia solar! Caso tenha gostado, compartilhe o conteúdo em suas redes sociais e continue acompanhando nosso blog, no qual postamos frequentemente artigos relacionados ao tema.