5 ideias de negócio no Nordeste que você precisa conhecer

5 ideias de negócio no Nordeste que você precisa conhecer

Tempo de leitura: 

5 minutos

Segundo o BNB (Banco do Nordeste), nos últimos anos, o Nordeste foi a região brasileira que mais se desenvolveu economicamente, apresentando um crescimento médio do PIB (Produto Interno Bruto) na casa dos 3,5% ao ano. Grande parte do motivo foi a Copa do Mundo de 2014, que teve Salvador, Recife, Natal e Fortaleza como maiores representantes na competição. Isso fez com que os setores de comércio e serviço prosperassem, favorecendo novas ideias de negócio no Nordeste.

Devido às oportunidades, a região ganhou atenção dos empreendedores e, hoje, representa um dos locais mais promissores para se abrir um negócio. Foi pensando nisso que desenvolvemos este post. Descubra, a partir de agora, as melhores dicas para empreender no Nordeste e ter sucesso!

Por que você deve ficar atento às oportunidades?

O mercado muda constantemente e, a cada ano, surgem novos desafios e oportunidades. Nesse cenário, se você for uma pessoa que busca atualização contínua, estará preparado para agarrar as chances de sucesso quando aparecerem, enquanto dribla as dificuldades com criatividade e eficiência.

A região Nordeste foi uma das que menos sentiu o impacto da crise política e econômica no Brasil e continua crescendo, devido à fama turística que se ampliou durante a Copa do Mundo de 2014. Todos os anos, pessoas de várias nacionalidades e os próprios brasileiros visitam a região para conhecerem as praias e a cultura local.

Com essas informações, você pode se motivar e pesquisar mais a fundo sobre os segmentos em alta na região. Assim, pode abrir o próprio negócio com maior chance de dar certo e ter mais autonomia na vida pessoal e profissional.

Quais são as melhores ideias de negócios no Nordeste?

Com base em dados de pesquisa mercadológica, separamos 5 ideias de negócios que mais têm chance de prosperar no Nordeste. Conheça cada uma delas abaixo!

1. Venda de produtos e serviços de beleza

Recentemente, a ABIHPEC (Associação Brasileira de Indústrias de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos) revelou que o Brasil ocupa a 3ª posição no mercado global em consumo de produtos e serviços de beleza e bem-estar. O segmento movimenta cerca de R$126 bilhões por ano e, segundo o Sebrae, a taxa de sobrevivência de um negócio nessa área é de 79%.

No Nordeste, a explicação para isso é que, por ser uma região tipicamente quente o ano inteiro, as pessoas transpiram mais, exigindo o uso frequente de perfumes. O privilégio de poder ir à praia em qualquer parte do ano também faz com que as pessoas busquem manter a forma física ao longo de todo o período. Isso eleva o consumo de serviços e produtos específicos, como massagens, equipamentos de ginástica, academias, cremes estéticos, etc.

2. Comercialização de alimentos típicos

Segundo uma pesquisa realizada pela ABF (Associação Brasileira de Franchising), o número de restaurantes e outros estabelecimentos relacionados a alimentação saltou de 588 para 644 em 2016 na região Nordeste, representando um aumento de 10% para o setor. Já no segmento de franquias, o aumento foi de 12.327 para 13.196 unidades em funcionamento, o que representa 7% de crescimento.

Ainda segundo a ABF, o setor de alimentação corresponde a mais de 25% das franquias abertas na região. Isso se deve ao aumento do turismo, principalmente depois da Copa. O açaí, por exemplo, é um grande atrativo no Nordeste. O fruto é típico da região e atrai muitos turistas a experimentá-lo.

Uma dica, aqui, é abrir uma açaiteria de frente para uma praia e com uma ou mais academias de ginástica nas redondezas. Afinal, o alimento pode ser consumido gelado e serve tanto para se refrescar do calor quanto para adquirir energia extra.

3. Atendimento voltado aos turistas

Devido à alta do dólar, a intenção dos brasileiros é cada vez mais explorar o turismo interno. O Nordeste figura entre os destinos mais desejados, segundo uma pesquisa de Intenção de Viagem, realizada pelo Ministério do Turismo.

Com tantos turistas chegando à região, um atendimento adequado à demanda será necessário. Isso gera oportunidades para a abertura de hotéis, criação de roteiros de passeios, vendas de ingressos e passagens aéreas, etc.

Uma agência de viagens com serviços especializados no atendimento de turistas estrangeiros e nacionais pode ser uma boa ideia para a região. Se optar por esse segmento, busque desenvolver um diferencial, como oferecer um serviço exclusivo, para atrair mais clientes.

4. Abertura de restaurantes

Pegando carona no crescimento do turismo, as pessoas precisam realizar suas refeições diárias. Por isso, ter um restaurante perto de praias, hotéis e grandes empresas pode ser um negócio bem lucrativo, já que é cômodo para as pessoas que circulam na região. Porém, assim como a dica anterior, deve-se criar um diferencial, como oferecer cardápios personalizados de frutos do mar, para se destacar frente à concorrência.

Trabalhar com alimentos preparados também envolve muita atenção quanto à contaminação. Então, pesquise sobre as normas que deve respeitar e as licenças que deve possuir para abrir um restaurante dentro da lei. Isso pode ser utilizado como diferencial, pois passa confiança ao consumidor.

5. Instalação de painéis solares

Totalmente fora do ramo do turismo, existe uma oportunidade que talvez você ainda não conheça. Trata-se da venda e instalação de painéis solares nas residências e empresas. O Nordeste brasileiro, em seus nove estados, recebe uma quantidade abundante de luz solar durante todo o ano e cada vez mais pessoas vêm buscando alternativas para reduzir a conta de energia.

Além disso, os empresários usam o método como diferencial, já que promove a sustentabilidade. Combinando esses fatores, o consumo de energia fotovoltaica segue crescendo e há um amplo mercado a ser explorado.

O mais interessante é que, se o consumidor produzir mais energia do que é capaz de gastar, pode vender o excedente, recebendo créditos de energia. Quer entender como essa “troca” com a concessionária de energia funciona? Então assista ao vídeo abaixo!

Mas, continuando… Com o aumento das usinas solares no Nordeste, há uma tendência de que, em breve, a região exportará energia solar para todas as outras.

Para melhorar, os governadores dos nove estados estão firmando parcerias com bancos e concessionárias locais para apoiarem projetos de microgeração, distribuídos entre empresas de pequeno porte. Isso quer dizer que, além de fornecedores especializados, os empreendedores do ramo podem contar com linhas de crédito exclusivas para financiar o negócio e receber todo o apoio técnico e jurídico das concessionárias. Para conhecê-las, você pode fazer o download do e-book abaixo.

No Brasil, a maioria das pessoas tem o empreendedorismo no sangue. Mas, para ter sucesso, é preciso deixar a emoção de lado e usar a razão. Se apoiar em uma franquia aumentará as chances de o seu negócio dar certo, devido ao suporte recebido por uma marca já consolidada no mercado. Por isso, recomendamos a parceria com uma empresa especializada no assunto.

Agora que você já conhece algumas das melhores ideias de negócio no Nordeste, descubra a HCC Energia Solar para aproveitar as oportunidades do setor energético. Entre em contato conosco agora mesmo e veja como podemos apoiar o seu projeto!

Contamos com cursos profissionalizantes e modelos de franquia. Clique na imagem abaixo e conheça-os!