8 mitos sobre energia solar!

8 mitos sobre energia solar!

Tempo de leitura: 

5 minutos

O Brasil, como outros países atravessados pela linha do Equador, recebe uma imensa quantidade de radiação solar ao longo de todo o ano. Dessa maneira, aproveitar esse potencial energético é uma forma de investir em energia limpa e com ótimo custo-benefício.

Nesse sentido, o uso da energia solar para gerar eletricidade surge como uma excelente opção para fazer frente às matrizes energéticas tradicionais que não são tão limpas e são mais dispendiosas. Atualmente, a energia solar tem se tornado uma realidade para muitas pessoas. Ela pode ser encontrada em residências urbanas, casas de campo, empresas etc. Por outro lado, alguns mitos sobre energia solar são, constantemente, disseminados, e é necessário que eles sejam questionados.

Por isso, no post de hoje, esclarecemos 8 dos principais mitos sobre energia solar. Continue a leitura e saiba mais!

1. Funcionalidade

As placas solares não funcionam bem quando o clima é frio ou quando o céu está nublado.

Falso. A realidade é que, mesmo que faça frio no inverno, o rendimento dos aparelhos elétricos é sempre melhor com temperaturas baixas do que com altas. Dessa forma, ainda que na estação mais fria as placas gerem menos eletricidade, sua eficiência é melhor.

Além disso, mesmo com o céu nublado, as placas continuam captando cerca de 40% da gama de onda de radiação solar, fazendo com que o efeito fotovoltaico continue sendo gerado nas células de silício do painel solar.

2. Eficiência

A energia solar será mais eficiente no futuro, de forma que é melhor esperar para comprar o kit solar.

Falso. A verdade é que, mesmo que existam empresas trabalhando para tentar melhorar a eficiência dos painéis solares, o que pode ser obtido será muito pouco comparado com as placas atuais. Já faz algum tempo, existe uma tecnologia de fabricação consolidada e consegue-se aproveitar, ao máximo, a sua eficiência.

Vale lembrar que se você instalar um sistema solar de 4.0kW e tiver a intenção de instalar outros painéis, futuramente, há a possibilidade de adquirir um inversor solar mais potente, como um de 5.0kW ou, até mesmo, de 6.0kW. Para tanto, basta apenas verificar o espaço disponível no telhado para a instalação dos painéis extras.

3. Manutenção

As placas solares necessitam de manutenção constante.

Falso. Os painéis solares fotovoltaicos foram fabricados, justamente, para serem alocados no exterior das residências e suportar condições climáticas adversas durante bastante tempo. Seu material é resistente e, por esse motivo, os fabricantes oferecem garantias de muitos anos para os seus painéis.

Assim sendo, a manutenção é mínima e se limita a limpar o pó e as sujeiras acumulados na superfície do painel solar. Esse procedimento pode ser feito uma vez ao ano. Além disso, é necessário observar se os cabos solares continuam bem conectados com alguma regularidade.

4. Custo

A energia renovável é cara.

Falso. Hoje em dia, as energias renováveis já são mais baratas do que a energia de combustíveis fósseis como o carvão e a energia nuclear. A energia proveniente do carvão tem um custo muito elevado, uma vez que necessita de matéria-prima de difícil extração. Já a energia nuclear tem o mesmo custo direto que a solar, porém apresenta outros altos custos indiretos, como o uso de água para refrigerar os seus sistemas, o isolamento de seus restos radioativos, entre outros.

5. Procedimentos

A energia solar não consegue fornecer eletricidade 24 horas, ou seja, durante todo o dia.

Falso. Os kits solares já levam em consideração que, à noite, as placas não gerarão energia. Assim, nas instalações isoladas, a energia gerada durante o dia se armazena em baterias para poder ser utilizada pelo usuário a qualquer momento do dia.

Por outro lado, as instalações elétricas de autoconsumo solar funcionam complementando as casas conectadas à rede elétrica, e, quando as placas não estiverem gerando eletricidade, os aparelhos conectados na residência utilizarão a energia da companhia elétrica.

6. Manuseio

Qualquer pessoa pode instalar corretamente um kit de energia solar.

Falso. Atualmente, existem pessoas que vendem instalações e kits solares mal dimensionados, já que elas não têm os conhecimentos necessários acerca da energia solar, nem utilizam componentes adequados ao uso que esses kits requerem.

A pessoa não qualificada para a instalação pode fazê-la com menos painéis solares do que o recomendado, com um tipo de bateria solar não apropriada para dispositivos elétricos que serão conectados ou com o modelo de controlador de carga equivocado.

Erros assim causarão mau funcionamento e descontentamento ao proprietário. Por isso, o recomendado é fazer uma boa pesquisa e entrar em contato com uma empresa especializada em energia solar.

7. Confiabilidade

As instalações de energia solar não são confiáveis.

Falso. O sistema de energia solar é muito confiável. E a sua confiabilidade só tem sido reforçada nos últimos anos, na medida em que seus componentes têm sido fabricados com maior qualidade para suportar cada vez mais potência e para conectar qualquer tipo de aparelho elétrico ou eletrodoméstico sem qualquer tipo de problema.

O sistema de energia solar pode ter uma funcionalidade de até 25 anos sem necessitar de demasiada manutenção ou muitos reparos. Como seus materiais são resistentes, eles são capazes de suportar quedas de galhos e de pequenos granizos, por exemplo, sem afetar o seu funcionamento. Devido à sua resistência, os painéis fotovoltaicos são usados em sistemas vitais como satélites, postes de iluminação urbana, entre outros.

8. Potencial

As placas solares fornecem pouca potência e só servem para acender alguma lâmpada ou carregar aparelhos de baixa potência.

Falso. Há mais de uma década, eram realizadas instalações de pequena potência e funcionando diretamente a 12V em corrente contínua. Contudo, hoje em dia, as instalações e os kits solares utilizam 230V em corrente alternada. Dessa forma, com um kit solar de 9.000W, elas estão capacitadas para fornecer energia de forma autônoma.

Segundo estudo técnico feito pela Câmara dos Deputados, a partir de 2014, verificou-se um grande avanço na modalidade de geração, atingindo um total de 8.818 unidades com mini ou microgeração solar fotovoltaica, o que representou um acréscimo de capacidade instalada de 67 MWp.

Após esclarecer os mitos sobre energia solar, convém afirmar que o setor tem gerado muitos empregos. Nos Estados Unidos, por exemplo, ele já é responsável por mais de 200 mil postos de trabalho. Número esse que duplicará nos próximos três anos.

A energia solar pode tanto ser utilizada para iluminação e para aquecimento de fluidos e de ambientes quanto para geração de potência mecânica ou elétrica, e, ainda, como fonte de energia térmica. Ela é convertida diretamente em energia elétrica por meio de efeitos sobre materiais.

Então, gostou de saber mais acerca dos mitos sobre energia solar? Se você ficou com alguma dúvida ou quer conhecer mais detalhes sobre o funcionamento do sistema de energia solar e como podemos ajudá-lo, entre em contato com a gente hoje mesmo!