Comece a investir: confira 6 dicas para um planejamento financeiro eficiente

Comece a investir: confira 6 dicas para um planejamento financeiro eficiente

Tempo de leitura: 

3 minutos

Iniciar a vida de investidor ou empreendedor sem ter um bom planejamento financeiro para definir seus objetivos, além de equilibrar as receitas e despesas, pode levar a erros que inviabilizam as aplicações. Mas elaborá-lo de maneira eficaz não é um trabalho fácil inicialmente. Isso porque muitas vezes não sabemos por onde começar e como manter o equilíbrio ao longo do tempo.

Quer saber como montar um planejamento financeiro eficiente? Então confira essas seis dicas que preparamos para você. Boa leitura!

1. Estude a sua vida financeira

O primeiro passo é entender como funciona a sua vida financeira. Faça um levantamento dos seus gastos fixos, como contas de água, luz, celular e internet. Em seguida, procure observar os custos adicionais, reunindo as notas fiscais ou comprovantes de pagamento.

O estudo de suas receitas e despesas é fundamental para que você entenda qual é o seu padrão de vida atual, para começar a mapear onde podem ser feitas economias e, depois, investimentos.

2. Quite suas dívidas

Iniciar a vida de investidor sem quitar as dívidas faz com que todo o seu rendimento seja anulado pelas taxas de juros cobradas pelos bancos. Portanto, é fundamental saber quais são os juros que você está pagando e como fazer para diminui-las.

Muitas vezes, quitar as dívidas de uma só vez não é possível, porém existem outras opções, como buscar por taxas de juros mais baixas ou renegociar os valores. O importante é utilizar o planejamento financeiro para pagar tudo o que deve, antes de iniciar como investidor.

3. Saiba utilizar o cartão de crédito

O cartão de crédito pode ser um vilão na hora de organizar as finanças, mas, se usado estrategicamente, torna-se um grande aliado. Tenha em mente que você só deve utilizar o cartão de crédito dentro do seu limite, pois o objetivo é não contrair dívidas.

Tenha sempre o dinheiro suficiente para pagar a fatura no próximo mês e evite o pagamento mínimo. Além disso, dê preferência para os cartões de crédito que garantam benefícios, como o acúmulo de milhas.

4. Determine seus objetivos

Poupar é o que acelera o aumento de patrimônio do investidor. No entanto, é preciso definir objetivos de curto, médio e longo prazo para o seu dinheiro. Faça projeções do valor que será necessário para alcançá-los e em quanto tempo você pretende atingi-los.

Porém, seja realista: você deve ter cuidado para não superestimar os seus ganhos ou a sua capacidade de economia. Um erro comum é pensar que os investimentos vão render muito e durante todo tempo até atingir as metas. É sempre importante ter consciência de que as economias são cíclicas, portanto, as aplicações também. Esteja sempre preparado para meses com baixo rendimento.

5. Defina metas

Uma excelente maneira de se manter fiel ao planejamento financeiro é definir metas de curto e médio prazo, pois períodos maiores ficam distantes e, assim, acabamos nos desmotivando durante o caminho. Alcançar um propósito de cada vez nos mostra que estamos no caminho certo e serve como um entusiasmo a mais.

6. Acompanhe o seu planejamento

Fazer uma gestão de custos é um ponto crucial para que tudo funcione bem. Portanto, crie tabelas que contenham sua renda, gastos fixos e extras, além dos objetivos. Você pode fazer um acompanhamento semanal ou no período que seja melhor para o seu investimento. Isso ajuda a manter o equilíbrio de despesas dentro do preestabelecido.

Como vimos neste artigo, o planejamento financeiro é muito importante para uma carreira de investidor e empreendedor de sucesso. Ser organizado e realista, traçando metas de curto e médio prazo, deixa o caminho mais tranquilo até os objetivos.

Agora que você já sabe como montar um planejamento financeiro eficiente, saiba mais sobre o mercado de energia solar e como ele pode ser um bom investimento! Clicando na imagem abaixo, você assiste a um vídeo sobre esse assunto.