Entenda como funciona o cálculo da eficiência energética

Entenda como funciona o cálculo da eficiência energética

Tempo de leitura: 

4 minutos

A eficiência energética está ligada à capacidade de um componente em relação ao nível de consumo de energia. Normalmente, sistemas com essa característica conseguem se manter em total funcionamento e consumir menos recursos.

Para garantir que residências e empresas gastem uma quantidade menor e reduzam as despesas, muitos equipamentos são testados sobre tal quesito. Conhecer o cálculo, portanto, é um jeito de entender o que significa o selo de aprovação quanto ao tema.

Na sequência, descubra como é feito o cálculo de eficiência energética e compreenda quais são os seus impactos.

Como esse elemento é calculado?

Na hora de calcular essa capacidade, há algumas fórmulas usadas, de acordo com as necessidades.

O método mais simples consiste em dividir a quantidade de energia gasta em relação ao total oferecido. Quando o número é igual a 1, a eficiência é máxima, pois não há desperdícios. Já quando o consumo é menor que a oferta, a capacidade é baixa.

Para o Inmetro, entretanto, o cálculo é um pouco diferente. Para estipular uma classificação fácil de ser realizada para os diversos componentes, foi criado o Coeficiente de Eficiência Energética (CEE).

Ele é dado pela divisão entre a capacidade total e a potência demandada. O interessante é que o valor seja o maior possível; então, um aproveitamento grande ou uma potência exigida menor são fatores que levam às boas características.

Como funciona o selo Procel?

O Selo Procel de Economia de Energia serve como uma classificação para componentes eletrônicos. A partir do cálculo de eficiência energética, a categorização ajuda a identificar quais são os componentes que têm melhor utilização.

O programa foi criado em 1993 e é dividido em categorias de equipamentos. Aqueles que se consideram elegíveis ao selo passam por vários testes e, então, são classificados de acordo com o CEE encontrado.

Na hora da compra, é possível verificar, no componente, um selo com informações como fabricante, modelo e capacidade. Ao lado, há a indicação da faixa de economia — normalmente, ela varia de A a D.

Os produtos do tipo A são os mais econômicos, enquanto os com menores classificações gastam progressivamente mais.

Quais são os impactos nos gastos da empresa?

Adquirir equipamentos com o selo Procel de eficiência energética é fundamental para diminuir os custos do empreendimento. Ao usar componentes com melhor capacidade, há máximo aproveitamento de potência, o que leva a uma redução nos gastos gerais.

Isso também ajuda a empresa a evitar problemas com elementos elétricos que não funcionam como deveriam. Quando não há um uso adequado de energia e potência, podem ocorrer acidentes de diversos tipos.

Para completar, é um jeito de fazer com que o negócio assuma uma proposta mais verde e sustentável. Melhorar a eficiência nesse sentido gera menos impactos na natureza e, portanto, maior proteção aos recursos.

Como reduzir custos com energia elétrica?

Além de escolher os equipamentos da forma correta, há outros meios de favorecer a eficiência energética. Com uma atuação consistente, é possível diminuir os gastos com energia elétrica e, assim, melhorar a distribuição do orçamento do empreendimento.

Cada negócio tem características específicas, mas alguns pontos merecem destaque. Na sequência, descubra como diminuir o consumo de energia elétrica do jeito certo.

Utilize lâmpadas de LED ou fluorescentes

As lâmpadas de LED são muito mais econômicas e duráveis que as tradicionais. A tecnologia especial delas faz com que ofereçam um grande potencial de iluminação e não esquentem o entorno.

Já as lâmpadas fluorescentes substituíram, definitivamente, as incandescentes no Brasil. Elas são mais seguras e oferecem melhor potencial de iluminação.

Caso o espaço da empresa ainda tenha as versões antigas, vale substituir pelas fluorescentes ou pelas de LED.

Para não ter erro, veja qual é a necessidade quanto ao número de lâmpadas e à potência. Isso evita usar opções muito fortes ou ter que comprar um número maior por causa da baixa capacidade.

Regule a temperatura do ar-condicionado

A climatização do espaço é uma das principais fontes de gastos de energia e de comprometimento da eficiência energética. Para garantir o conforto e a ergonomia, muitos ambientes de trabalho contam com ar-condicionado. O problema é que nem sempre ele é usado da melhor maneira ou na temperatura certa.

Se for utilizado em uma temperatura alta, não cumprirá o seu propósito e desperdiçará energia. Já se for mantido a uma temperatura muito baixa, o consumo também se eleva. O ideal é deixá-lo sempre em um nível agradável e confortável para todos no espaço, sem excessos.

Vale a pena, inclusive, pensar em técnicas alternativas de refrigeração. O isolamento térmico e a adoção de climatizadores especiais ajudam a diminuir a necessidade desse equipamento. No final, o consumo fica menor e o negócio consegue controlar melhor.

Desligue aparelhos que não estiverem em uso

Outro problema diz respeito ao desperdício de energia por conta de elementos que ficam ligados sem necessidade.

As lâmpadas, por exemplo, devem ser desligadas quando o espaço não estiver ocupado. Para isso, vale até considerar a automação para diminuir as chances de ocorrerem esquecimentos.

Também é preciso pensar em desligar outros componentes, como computadores, condicionadores de ar e cafeteiras que não estiverem em uso.

As máquinas, muitas vezes, têm que ser mantidas em funcionamento, mas se não for o caso, devem ser desligadas para gerar economia.

Busque novas fontes de energia

Para realmente diminuir o consumo de energia elétrica e chegar à eficiência, também é válido pensar em buscar fontes alternativas. Por meio delas, a empresa tem a chance de gastar e de pagar menos, o que leva a um resultado muito melhor.

Se quiser potencializar a sustentabilidade, considere investir em energia solar. Graças aos componentes fotovoltaicos, os raios de sol são convertidos em energia e levados à rede. Isso permite que o negócio gaste menos e gere um impacto reduzido.

A eficiência energética ajuda a diminuir os custos do empreendimento e leva a um aumento da sustentabilidade. Ao usar essas dicas e recorrer ao selo Procel, é possível garantir as condições ideais para o estabelecimento.

Para ter outras dicas e indicações sobre o consumo energético, acompanhe nossas redes sociais: Facebook, LinkedIn, Instagram e YouTube.