Por que é preciso entender a importância do IPTU verde?

Por que é preciso entender a importância do IPTU verde?

Tempo de leitura: 

4 minutos

Infelizmente, o setor de construção civil consome uma quantidade significativa de recursos naturais em cada projeto que desenvolve. Seu consumo de energia é intenso e isso é o que mais gera impactos ambientais. Para completar, fazer com que um empreendimento tome forma ainda gera resíduos sólidos, que são altamente poluentes se não contarem com uma coleta adequada.

Diante desses fatos, é evidente a necessidade de se investir em medidas sustentáveis que reduzam esse tipo de dano. E, para viabilizar e estimular essa providência, o programa IPTU verde entra em cena. Quanto mais empresas se envolverem nessa ação, maiores e melhores serão os resultados e mais benefícios poderão ser colhidos em um futuro próximo.

Ficou interessado? Então, saiba mais sobre o assunto neste artigo e prepare-se para transformar a atuação da sua empresa no mercado. Acompanhe!

O que é IPTU verde?

O IPTU verde é um sistema de certificações sustentáveis que estabelecem benefícios fiscais a quem se compromete a integrá-lo. Sua implantação está gradualmente se espalhando por todos os municípios brasileiros e, até o presente momento, é opcional. Os certificados são denominados como bronze, prata e ouro, conforme a quantidade de pontos atingidos pela construtora. Existe, ainda, o cumprimento de uma série de práticas.

Elas incluem o uso de equipamentos para economizar água, a construção consciente de ambientes que aproveitem a luz natural, a adoção do uso de sistemas de reuso de água e a implantação de energia solar com painéis fotovoltaicos no projeto. Ao todo, a lista abrange 70 ações diferentes que podem ser aplicadas em diferentes empreendimentos, de acordo com o que a estrutura permitir.

A validade da certificação é de 3 anos, mas a renovação pode ser feita sempre que necessário. Para se inscrever no programa ou solicitar essa renovação, é preciso entrar em contato com a prefeitura para realizar um pedido formal e o preenchimento de um formulário. Em um prazo de 60 dias, equipes técnicas farão uma visita específica para analisar e avaliar o projeto.

Mas atenção: para que a solicitação do IPTU seja válida, o empreendimento não pode ter pendências relativas ao licenciamento ou fiscalização ambiental. Toda a sua documentação geral também deve estar em dia, pois existe uma rígida avaliação das declarações apresentadas aos órgãos competentes.

Onde e por que ele surgiu?

Três cidades brasileiras foram pioneiras na adoção do IPTU verde: São Bernardo do Campo, em 2008, seguida de Guarulhos (ambas em São Paulo) e Poços de Caldas (Minas Gerais). A proposta sempre passa pelo incentivo a ideias ecológicas e sustentáveis ou o aproveitamento de áreas verdes nos imóveis.

A prefeitura de São Bernardo do Campo concentra a concessão de abatimentos no IPTU para aquelas propriedades que adotam práticas sustentáveis, e os descontos podem chegar a 80% do montante do tributo. Guarulhos (SP), por sua vez, concede até 20% de descontos para propriedades com coleta seletiva, captação de água da chuva, energia limpa e telhado verde.

Quais as cidades que já implantaram a alternativa?

O IPTU verde não é uma solução exclusivamente brasileira. Ao redor do mundo, diversos locais adotaram a medida e têm se beneficiado de seus resultados sustentáveis. Dublin, Berlin e Bogotá são apenas alguns exemplos de cidades que possuem excelentes certificações e cuja maioria de empreendimentos se utilizam dos benefícios concedidos. No Brasil, algumas cidades, além daquelas três primeiras, já se destacam neste quesito, e aqui estão apenas algumas delas, que no momento têm um maior destaque.

O Rio de Janeiro (RJ) instituiu o programa em 2012, e faz sua campanha pela adoção do programa com foco principal na economia e na reutilização de água.

A cidade de Curitiba (PR) vai mais além e pode abrir mão de descontos de quase 100%. Já imaginou não ter que pagar IPTU somente pelo fato de estar em um ambiente totalmente amigo do meio ambiente? Belo Horizonte (MG) e Ponta Grossa (PR) são outras cidades que também caminham a passos largos com este programa.

Em Salvador, o IPTU Verde surgiu ao final de 2017. Seu objetivo inicial teve como premissa o incentivo às construtoras para que aplicassem práticas mais sustentáveis em seus processos e operações, uma vez que o setor de construção civil é um dos que mais gera danos ao meio ambiente — ainda que muitos deles possam ser evitados com iniciativas simples.

Para estimular sua adoção, a prefeitura do município passou a conceder até 10% de desconto no IPTU tradicional. Essa porcentagem varia de acordo com o tipo de certificação que o empreendimento recebe. A alternativa é válida tanto para construções novas quanto para imóveis reformados.

Qual sua importância?

Equilibrar meio ambiente e meio urbano é uma meta fundamental para preservar, não somente recursos naturais, mas também a qualidade da vida humana. Afinal, ambos os espaços estão diretamente relacionados. Por isso, é importante que o setor de construção civil manifeste parte da responsabilidade para alcançar este objetivo. Gerenciar sua atuação com a ajuda do IPTU verde é o primeiro passo a ser dado nessa missão.

A princípio, adotar as práticas pode parecer complicado e cansativo. Mas a longo prazo, também é uma maneira de evitar prejuízos financeiros e positivar a imagem de sua empresa perante os clientes, concorrentes e mercado em geral. De fato, investir em ações sustentáveis hoje é um grande diferencial competitivo para qualquer segmento e existem diversos recursos acessíveis para possibilitar essa mudança. Então, por que não aproveitar o IPTU verde, que é tão fácil de aderir?

Quais são seus principais benefícios?

Com base em todas essas questões, é fácil perceber que o IPTU verde é o principal aliado da preservação ao meio ambiente neste momento. Suas propostas são necessárias para que o ambiente natural seja preservado e é importante ressaltar que as práticas trazem benefícios também para quem habita ou frequenta o imóvel.

A economia do consumo de água e luz, por exemplo, não se aplica somente ao processo de construção, mas permanece ativa para sempre. Por isso, vale a pena se comprometer a realizar essas adaptações o quanto antes e obter todas as vantagens que o IPTU verde oferece!

Deseja fazer parte dessa mudança e ser um exemplo para o mundo? Então, entre em contato com a HCC Engenharia Elétrica. Estamos prontos para atendê-lo da melhor maneira possível!