Quanto tempo dura um painel de energia solar? Descubra aqui!

Quanto tempo dura um painel de energia solar? Descubra aqui!

Tempo de leitura: 

5 minutos

Anunciada como uma fonte de energia alternativa promissora há décadas, os painéis solares, hoje, decoram os telhados de casas, empresas e indústrias. Mas você sabe como funcionam os módulos solares? Melhor, sabe quanto tempo dura um painel de energia solar? Essas são algumas das perguntas importantes para quem deseja avaliar a eficiência da tecnologia e medir o retorno do investimento.

Então, descubra tudo sobre o assunto a partir de agora!

Como funciona um painel solar?

Tecnicamente falando, um painel solar funciona permitindo que fótons (partículas de luz) liberem elétrons dos átomos, gerando um fluxo de eletricidade. Os módulos solares, na verdade, compreendem diversas unidades de células fotovoltaicas para converter a luz do sol em eletricidade. A partir daí, todas as elas conectadas formam um painel solar completo.

Cada célula fotovoltaica é envolvida basicamente em duas camadas de material semicondutor, geralmente de silício — o mesmo usado na microeletrônica —, para estabelecer um campo elétrico. Muito parecido com um campo magnético, que ocorre devido a polos opostos, o elétrico é gerado quando cargas opostas são separadas.

Para obter este campo, os fabricantes envolvem o silício em outros materiais, dando uma carga elétrica positiva ou negativa aos semicondutores.

Sendo mais específico, eles semeiam fósforo na camada superior do silício. Isso adiciona elétrons extras, com uma carga negativa. Enquanto isso, a camada inferior recebe uma dose de boro, o que resulta em menos elétrons, ou uma carga positiva. Tudo isso contribui para a formação de um campo elétrico na junção entre as camadas de silício.

Então, quando um fóton de luz solar libera um elétron, o campo elétrico empurra esse elétron para fora da junção de silício. Alguns outros componentes da célula transformam esses elétrons em energia utilizável. Depois, as placas condutivas de metal nos lados da célula coletam os elétrons e os transferem para os fios. Nesse ponto, os elétrons podem fluir como uma fonte de eletricidade comum.

Quais são as vantagens de usar a energia solar?

Quanto mais as pessoas e empresas vão observando os benefícios entregues pela energia solar, mais estão aderindo. Se você ainda não conhece as vantagens, separamos as principais abaixo. Confira!

Permite criar um sistema de abastecimento redundante

A empresa pode contar com a energia solar de forma complementar ao abastecimento da rede pública. Nesse caso, se houver uma queda de energia que vem de fora, a empresa consegue manter tudo funcionando e suas operações não precisam parar.

O contrário também acontece quando os módulos solares precisam de manutenção, troca de peças e componentes. Essa é uma ótima alternativa aos antigos geradores barulhentos e altamente poluentes, que consomem combustíveis fósseis.

Gera economia a médio e longo prazo

A conta de luz sobe de três formas básicas: Com o aumento do desperdício — que mesmo controlado tende a voltar —, com o reajuste autorizado pelo governo e com o crescimento da empresa — que naturalmente demanda mais eletricidade.

Se você se encaixa nesse perfil, saiba que o investimento em energia solar pode resolver o problema dos altos custo com consumo, pois, depois de um tempo, ela fica mais barata, tornando-se uma alternativa mais viável economicamente.

Melhora a imagem da empresa

A sociedade exige que o exemplo da responsabilidade socioambiental comece a ser dado pelas empresas. Nesse sentido, o investimento em energia limpa e renovável fará com que a sua empresa ganhe uma imagem melhor. Você pode usar isso a seu favor, como estratégia de vendas, já que terá a atenção de um público mais sensibilizado com essas questões. Além disso, o meio ambiente realmente agradece.

Quanto tempo dura um painel de energia solar?

Existe uma convenção mundial que define um padrão de duração média para os painéis solares, que é de 25 anos operando na casa dos 80% da sua capacidade máxima de geração de energia. Essas condições são usadas como garantia pelos fabricantes e fornecedores dos equipamentos.

Chegar a esse padrão de durabilidade envolve cálculos complexos, mas no geral, o resultado foi obtido depois da conclusão de que os módulos perdem até 3% da eficiência operacional já no primeiro ano de uso e mais 0,7% no mesmo período dos anos seguintes, estabilizando sua depreciação anual.

Todos sabemos do que o sol é capaz de fazer com os materiais que ficam expostos a ele por um longo tempo. A tinta perde o brilho, o plástico resseca e racha, as plantas secam etc. Independentemente do material, se ele ficar exposto ao sol por muito tempo, sofrerá desgastes e danos. Isso também acontece com os painéis solares, ou seja, a mesma coisa que faz os módulos gerarem energia, causam a sua degradação, além dos fortes ventos e chuvas.

Então, com o tempo de uso, o sol vai enfraquecendo as conexões químicas responsáveis pelo funcionamento das células fotovoltaicas de silício, diminuindo a eficiência, até que ele para de gerar energia por completo.

Por que os módulos solares duram mais hoje em dia?

Segundo o Laboratório Nacional de Energia Renovável (NREL — National Renewable Energy Laboratory) dos Estados Unidos, é possível constatar uma redução anual da perda de desempenho dos painéis solares. Estudos recentes mostraram que eles estão perdendo bem menos que 1% de eficiência por ano, registrando uma média de apenas 0,5% ao ano. Isso significa que os painéis solares estão durando quase o dobro do tempo estimado.

Isso acontece por que, antigamente, os painéis eram desenvolvidos com materiais mais simples e sensíveis. O próprio sistema era mais frágil. No entanto, hoje, o método foi aperfeiçoado e não para de evoluir. O sistema ganhou maior eficiência e os materiais utilizados nos módulos tornaram-se mais resistentes aos danos causados pelo tempo.

Agora, os painéis solares são feitos de silício cristalino, coberto por um vidro temperado de alta resistência a impactos e peso. Isso faz com que os módulos suportem até mesmo condições extremas, como chuvas de granizo, fortes ventanias, muito calor e frio, incluindo neve.

Além disso, são capazes de gerar mais energia que antes. Recentemente, os pesquisadores da área produziram células solares mais flexíveis e ultrafinas, com apenas 1,3 mícron de espessura — cerca de 1% da espessura de um fio de cabelo humano. Ainda, elas são 20 vezes mais leves que uma folha de papel A4.

Na verdade, essas células são tão leves que mesmo em cima de uma bolha de sabão poderiam produzir energia com tanta eficiência quanto as células solares baseadas em vidro. Essa é uma boa notícia para quem deseja ter uma boa relação custo-benefício do investimento.

Agora que você já sabe quanto tempo dura um painel de energia solar, não perca mais dinheiro. Invista nessa tecnologia ainda hoje e reduza a conta de luz. Além disso, você deve obter vantagens importantes para aumentar a performance do negócio no mercado!

Gostou da novidade? Então, descubra agora qual é a resistência de um painel solar!