Saiba como utilizar a energia solar no agronegócio

Saiba como utilizar a energia solar no agronegócio

Tempo de leitura: 

4 minutos

No Brasil, o agronegócio é de extrema importância, representando a união de diversos setores da economia. Ele produz variados tipos de matéria-prima para subsidiar a produção de diversos bens de consumo como roupas, alimentos, mobília, combustíveis e medicamentos. O setor é responsável por cerca de 21% do PIB nacional.

Para que a produção de insumos atinja a demanda necessária, o gasto energético é muito alto, devido ao funcionamento dos equipamentos elétricos. Assim, a aplicação da energia solar no agronegócio é vantajosa por suprir tais necessidades e ajudar na economia.

Neste texto, explicaremos como essa tecnologia pode ser utilizada no campo de forma benéfica aos produtores. Acompanhe!

Motivos para investir em energia solar

Fatores ambientais

É fato que a energia solar é uma fonte sustentável e limpa. Ela é, ainda, menos impactante para os ecossistemas que outros tipos de energia. Um exemplo disso é a geração de energia por meio das usinas hidrelétricas.

Mesmo que a transformação da energia cinética da água em elétrica não produza nenhum poluente e que esse sistema seja renovável, a construção das usinas é prejudicial para o meio ambiente.

Assim, a produção de eletricidade por fonte hídrica possui uma pegada ecológica. Isso porque áreas quilométricas precisam ser inundadas para que o empreendimento seja economicamente viável. Isso ocorre geralmente em áreas de floresta e, com o tempo, a fauna e flora que ali habitavam entram em decomposição, liberando metano para a atmosfera.

Outro impacto significante é que solos férteis são perdidos e os cursos de rios são desviados, o que prejudica o ecossistema local e deixa desabrigadas as famílias ribeirinhas.

O impacto gerado pela instalação dos módulos fotovoltaicos é baixo, porque essas estruturas podem ser fixadas sobre telhados, lajes e coberturas ou no espaço disponível em um terreno, sem que haja a necessidade de desmatamento.

Fatores econômicos

Mesmo com todo esse ônus ecológico, não há garantias de que o fornecimento das hidrelétricas será suficiente.

Crises energéticas ocorrem frequentemente e isso torna as taxas de consumo de eletricidade cada vez mais altas. Apagões e racionamento atingem os consumidores comuns, mas, principalmente, aqueles que se encontram em regiões afastadas, como os produtores agropecuários.

Os equipamentos fotovoltaicos possuem longa vida útil, e é convencionado pelo mercado que os painéis têm uma garantia de 25 anos. Mas o funcionamento pode chegar a 40 anos sem problemas, desde que sejam feitas as inspeções e manutenções adequadas. Há sistemas, por exemplo, que estão em funcionamento desde os anos de 1970!

Ainda que o valor para a aquisição de um sistema de energia solar seja relativamente alto, a economia com a conta de luz, que pode chegar a 95%, faz com que a produção de eletricidade pague o que foi gasto. Dessa forma, esse sistema se torna um investimento, gerando economia por pelo menos 20 anos.

Ainda, o clima brasileiro é favorável para a utilização dessa tecnologia. Isso porque a irradiação solar no território nacional é muito alta. Nesse aspecto o país está em segundo lugar no mundo, ficando atrás apenas da Austrália.

Aplicações da energia solar no agronegócio

Apesar de o agronegócio estar em quarto lugar no uso de sistemas fotovoltaicos no Brasil — ficando atrás do uso em residências, comércio e indústria — o potencial solar no campo é um dos melhores para ser explorado.

Isso porque a necessidade de energia é grande e a menor poluição atmosférica nesses lugares torna o céu mais límpido e favorece a produção de eletricidade.

Dessa forma, existem diversos modos de aplicação da energia solar no agronegócio, como falaremos a seguir.

Uso doméstico convencional

Dependências como granjas, fazendas e latifúndios demandam eletricidade tal como ocorre com a iluminação da casa, funcionamento de eletrodomésticos, alarmes, condicionadores de ar e chuveiros.

Assim, a instalação de painéis solares nessas dependências garante o conforto do proprietário e de sua família, possibilitando ainda mais economia com a fatura energética.

Bombeamento de água

É comum que nas regiões rurais a água utilizada para irrigação das plantações, para consumo próprio, para alimentação dos animais, entre outros, seja obtida em poços que ficam em regiões remotas, de modo que a energia da rede concessionária não chegue no local.

Nesse contexto surgem as bombas movidas por energia solar. Elas são conectadas a um painel fotovoltaico que depende apenas da presença do sol para fornecer energia. Isso faz com que os produtores não dependam de bombas com funcionamento associado a geradores à óleo diesel.

O diesel, além de poluente, a longo prazo acaba custando mais do que um painel e seu gerador requer constante manutenção e estraga com frequência.

Cerca elétrica

Entre as técnicas de manejo de gado, principalmente para médias e grandes propriedades, está o uso da cerca elétrica. Essa cerca precisa, para seu funcionamento, de uma fonte de energia, uma vez que elas costumam ser instaladas longe da rede elétrica.

Produção de grãos

Os secadores de grãos com uso de energia solar poupam a mão de obra nessa tarefa, porque, após carregado o equipamento e ligado o motor do ventilador, não é preciso acompanhar o processo.

O modelo solar preserva as propriedades originais dos alimentos, já que a temperatura obtida é menor que aquela com os secadores que utilizam lenha, por exemplo.

Produção leiteira

A criação de gado leiteiro sofre frequentemente com problemas nos circuitos elétricos, como a queda de energia. Isso causa sérios prejuízos porque a falta de funcionamento das ordenhadeiras pode causar inflamações nas vacas. O resfriamento do leite também é prejudicado e, nesses casos, um lote inteiro pode ser perdido.

Assim, a utilização de um sistema fotovoltaico com baterias que armazenam energia para ser utilizada quando não há produção ajuda a evitar esses problemas e a aumentar a lucratividade do produtor.

Agora você já sabe como aplicar a energia solar no agronegócio e de quais maneiras ela beneficia esse setor. Essa tecnologia veio para revolucionar o consumo de eletricidade e para facilitar a vida dos produtores, pela forma como facilita atividades e melhora o acesso a alguns recursos.

Gostou deste conteúdo? Então entre em contato conosco e conheça nossos serviços de instalação de painéis fotovoltaicos.