Saiba o que deve ser avaliado nas marcas de painéis solares

Saiba o que deve ser avaliado nas marcas de painéis solares

Tempo de leitura: 

5 minutos

A energia solar já ganhou o horário nobre na televisão brasileira e vem sendo observada com bons olhos como forma de investimento pela população. Um exemplo disso é o crescimento de 86% na produção de energia por grandes usinas em solo verde e amarelo no último semestre de 2019, dado coletado pelo InfoMercado Mensal da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE.

Porém, apesar do elevado crescimento do mercado e das diversas notícias indicando que o Brasil tem grandes condições de produzir energia solar de forma sustentável, ainda há mitos e inseguranças no momento de contratar empresas e comprar equipamentos para a geração de energia solar.

Pensando nisso, reunimos algumas das principais informações que ajudarão você a fazer as melhores escolhas. Confira, a seguir, mais informações a respeito das marcas de painéis solares disponíveis no mercado!

Como funciona o painel solar?

Para entender o funcionamento de um painel solar, é imprescindível saber o que é a eficiência desse equipamento antes.

Eficiência de um painel solar

Demonstrada em percentagem, a eficiência desse material mostra sua capacidade de transformar luz solar em energia e eletricidade. Imagine dois painéis de mesmo tamanho e com eficiências diferentes — um com 21% e outro com 14%, por exemplo. Eles produzem quantidades de energia diferentes, mesmo expostos à mesma quantidade de luz durante o mesmo período de tempo.

Por isso, pensando em economia, é imprescindível adquirir um equipamento de energia solar com alta taxa de eficiência. Caso contrário, será necessário mais tempo para gerar a mesma quantidade de energia.

Agora que você entendeu o conceito de eficiência do painel solar, chegou o momento de conhecer o processo prático desses equipamentos.

Funcionamento do equipamento de geração de energia solar

Relembrando as aulas de química do ensino médio: os átomos são formados por elétrons, nêutrons e prótons. Os primeiros, quando conseguem energia por meio dos equipamentos de energia solar, se alocam e deixam o espaço que ocupavam vazio. Em seguida, outros elétrons ocupam esses espaços. Dessa forma, é gerada uma corrente elétrica. De forma resumida, esse é o processo de geração da energia solar.

Como escolher e comparar as melhores marcas de painéis solares?

Para escolher as melhores marcas e equipamentos, muitas empresas e profissionais da área utilizam o relatório da Bloomberg New Energy Finance Corporation. Essa organização executa projetos que fazem parte do TIER 1, a mais alta categorização concedida a equipamentos com melhores índices e qualidade. Há mais de dez anos, eles fazem o acompanhamento do investimento em energias renováveis em todo o mundo.

Mas, além do acompanhamento desse relatório, é possível fazer uma análise ainda mais esmiuçada. Nesse processo, é ideal conhecer os fabricantes disponíveis no mercado, o tamanho dos equipamentos, a garantia concedida pelas empresas comercializadoras, entre outras questões.

Para ajudar você neste desafio, reunimos alguns tópicos que precisam de atenção durante o processo de tomada de decisão. Confira!

Fabricante

É de extrema importância escolher boas marcas e dar preferência a fabricantes que apresentem certificações verídicas, conhecimento sólido e experiência. Isso tudo para evitar qualquer tipo de transtorno ou propaganda enganosa.

Na prática, quando não se faz uma boa pesquisa de fabricantes, é possível, por exemplo, receber cabos solares com danos ou então se frustar com as letras miúdas quando precisar da garantia prometida.

Tamanho

Como os painéis solares são equipamentos de tamanho considerável, é necessário analisar, antes da aquisição, o espaço disponível para a instalação. Muitas pessoas querem fazer o investimento em energia solar, mas não têm espaço físico suficiente. Neste caso, é imprescindível que sejam adquiridos painéis solares com alta eficiência, para que a produção ocorra em capacidade máxima mesmo com uma área menor.

Garantia

Dificilmente uma pessoa que não trabalha diretamente com equipamentos solares terá know-how para avaliar se o material entregue está dentro das normas e apresenta bom funcionamento. Além disso, com apenas alguns dias já é possível perceber se algum painel foi entregue com defeito de fabricação. Por isso, é imprescindível analisar se os fabricantes oferecem garantia.

Qualidade do equipamento

A qualidade do equipamento de geração de energia solar está diretamente relacionada com sua eficiência, e depende, principalmente, do tipo de material com o qual foi produzido. Para ajudar os consumidores nesse desafio, no Brasil, é utilizado o Programa Brasileiro de Etiquetagem de Módulos Fotovoltaicos do Inmetro (PBE).

Nesta categorização, os equipamentos são classificados como A, B, C, D e E. Essas classificações mudam de acordo com a eficiência de cada equipamento.

Potência

Conforme já falamos, é imprescindível analisar a potência dos painéis solares, principalmente quando se quer trabalhar com capacidade máxima e quando a aplicação do equipamento se dará em um espaço físico pequeno.

Custo x Valor

De forma geral, os equipamentos solares com maior eficiência tendem a ter um custo maior do que os menos eficientes. Por isso, antes de fazer sua aquisição, é recomendado analisar se a diferença nos valores realmente justifica uma menor eficiência na produção de energia solar. Afinal, será necessário maior tempo para produzir a mesma quantidade de eletricidade.

A geração de energia solar em territórios brasileiros já é uma realidade. Pensando que o Brasil tem uma alta exposição à luz solar e que a geração de energia por meio dessa modalidade já conquistou um alto crescimento, sem dúvidas, é uma ótima alternativa fazer o investimento no segmento.

No entanto, para isso, é necessário fazer uma avaliação dos fornecedores, das marcas e de sua reputação no mercado, da relação entre investimento e capacidade de geração de energia, da potência dos equipamentos, da qualidade dos materiais, da área disponível para a aplicação dos painéis, da possibilidade de adquirir equipamentos que atuem em capacidade máxima e, ainda, analisar os programas de garantia oferecidos pelas empresas. Só então você estará preparado para tomar a decisão.

Esperamos que você tenha apreciado o artigo e conseguido absorver as informações abordadas, que são essenciais para se ter uma experiência bem sucedida no uso das placas de energia solar. Afinal, há uma variedade grande na qualidade dos painéis disponibilizados no mercado nacional, e nunca é bom comprar gato por lebre, não é?

Agora que você já tem as principais informações sobre como avaliar as marcas de painéis solares, que tal deixar suas dúvidas nos comentários para que nosso time solucione? Nós queremos muito te ouvir!