Tudo o que você precisa saber para comprar Franquia e ter sucesso

Novo negócio HCC Energia Solar

Tempo de leitura: 

14 minutos

Começar um novo negócio é uma forma de aproveitar boas oportunidades no mercado e de conseguir a independência profissional. No entanto, iniciar uma marca do zero não é a única alternativa disponível. Em vez disso, você pode preferir comprar uma franquia. Esse modelo traz diversas vantagens, inclusive a de aumentar as suas chances de sucesso. Contudo, é preciso agir de maneira estratégica e bem planejada, pois isso faz a diferença nos resultados. A seguir, saiba tudo o que você tem que conhecer para comprar franquia e ter sucesso!

COMO ANDA O MERCADO DE FRANQUIAS NO BRASIL? O setor de franchising ou de franquias é um dos que têm maior crescimento no Brasil, mesmo diante de condições econômicas adversas. Como esse segmento é repleto de oportunidades, vale a pena entender os seus números e o seu panorama para compreender o que o torna tão atraente. Que tal ficar por dentro do que tem acontecido? Venha descobrir as principais características desse panorama!

CRESCIMENTO DO SETOR O segmento de franquias se destaca em crescimento ao longo dos anos. No primeiro trimestre de 2019, por exemplo, o aumento do setor foi de 7%, em relação ao mesmo período de 2018. No consolidado do ano, a prévia é de crescimento de 5,1% no número de unidades e de 1,4% no total de redes. Isso significa que as redes franqueadas têm expandido a atuação e novas marcas têm adotado o modelo. Para 2020, a expectativa de crescimento é de até 8% ao ano, um número muito superior ao de vários setores.

EXPANSÃO DO FATURAMENTO Não são apenas as unidades e a rede que têm se desenvolvido. O segmento também tem aumentado o seu faturamento, o que indica um potencial maior de lucro, de acordo com o tempo. Em 2018, por exemplo, os ganhos atingiram o nível de R$ 174,84 bilhões, contra R$ 163,32 bilhões do período anterior. Isso representa um aumento de 7,1% nos ganhos, o que dá tração para essa área. No segundo trimestre de 2019, também houve uma evolução na receita. O valor passou de R$ 40,73 bilhões para R$ 43,12 bilhões, o que representa uma expansão de 5,9%. No ano todo, o crescimento foi ainda maior e acumulou, até setembro de 2019, R$ 179,93 bilhões. Como o valor até o período anterior foi de R$ 168,36 bilhões, a diferença foi de 6,9%.

CONSOLIDAÇÃO DO CRESCIMENTO Além de tudo, é importante considerar o desenvolvimento da área de franchising ao longo do tempo. Ao contrário de boa parte dos segmentos econômicos do Brasil, o setor de franquias se destaca por se manter em franco desenvolvimento há duas décadas. São 20 anos de crescimento constante, inclusive com valores acima das áreas de atuação das franquias. Isso demonstra o interesse crescente das marcas e dos franqueados nesse modelo, além de abrir novas oportunidades para quem deseja empreender com segurança!

QUAIS SÃO OS MODELOS DE FRANQUIAS DISPONÍVEIS? Um dos aspectos mais atraentes de comprar franquia é que você terá diversos modelos à disposição. As alternativas variam de acordo com certas características e necessidades, então atendem a diversas exigências. Para tomar a decisão correta, vale explorar as oportunidades disponíveis. Assim, você saberá qual se encaixa melhor em suas expectativas. Confira quais são os modelos disponíveis!

POR TIPO DE OFERTA Para começar, vale a pena pontuar que uma franquia varia de acordo com o tipo de oferta disponibilizada. Há as franquias de produtos, ou seja, que vendem itens específicos aos clientes. É o caso da maioria das franquias alimentícias, já que os consumidores compram refeições. Já o modelo de serviços envolve a prestação de algum tipo de serviço para atender a certas necessidades. As franquias de instalação de painéis solares seguem essa proposta, já que envolvem a criação de um projeto específico para cada cliente.

POR TAMANHO O que também diferencia os modelos é o tamanho de uma franquia. Há opções maiores, que demandam mais estrutura e investimento. Algumas, inclusive, permitem que o franqueado subloque a franquia, de modo a obter ganhos nessa atividade. As médias e pequenas franquias se adaptam melhor às necessidades de investimento intermediário e costumam ser bons pontos de partida para quem entra agora no mercado. Enquanto isso, as microfranquias são as menores disponíveis, com uma atuação enxuta e específica. Embora funcione bem para algumas ofertas, não é adequada para todos os setores.

POR ESTRUTURA DE ATUAÇÃO Além de diferirem no tamanho, as franquias variam de acordo com a estrutura necessária para a atuação. Essa variedade também afeta a exigência de investimento, então é possível se adaptar a diversas condições. Uma franquia enxuta pode funcionar em escritórios ou coworkings, por exemplo. Ela vai exigir menos investimentos por parte do franqueado, sem deixar de render boas oportunidades de ganhos. Já uma franquia completa envolve a elaboração de uma loja, com padronização segundo a marca. O investimento é maior, mas os ganhos e o retorno sobre investimento também se tornam mais elevados.

QUAIS AS VANTAGENS DE COMPRAR UMA FRANQUIA? Decidir comprar franquia traz muitos benefícios por causa do modelo de atuação. Com a escolha de um negócio adequado, ser franqueado abre várias oportunidades para quem deseja empreender. Para entender por que vale a pena seguir com essa proposta, veja quais são as principais vantagens de adquirir uma franquia!

MENOS RISCOS DE MERCADO Começar o próprio negócio traz muitos riscos. Além do investimento inicial, você vai precisar consolidar a marca, atrair clientes e se diferenciar da concorrência. O problema é que tudo isso pode não sair como o esperado, o que leva a algumas dificuldades para se manter no mercado. A franquia, por outro lado, traz um plano de negócio testado, validado e consolidado. Você tem a certeza de que a empresa já deu certo do jeito como ele foi formatado, o que aumenta as suas chances de sucesso. Também é possível contar com a expertise do franqueador, que já encarou desafios e tem total qualificação. O alcance de marca e a divulgação robusta ajudam a completar as suas oportunidades de êxito.

MAIOR RECONHECIMENTO DE MERCADO O fato de a marca já ter renome e ser conhecida pelo público faz com que a sua atuação seja favorecida. Comprar uma franquia traz a chance de obter um alcance maior, desde os primeiros dias. Com isso, há mais probabilidades de conquistar clientes e, assim, obter um bom faturamento. Outro aspecto importante tem a ver com o fato de que isso ajuda a aumentar o poder de escala e de crescimento. Não será preciso passar pela etapa de fazer a marca ser conhecida, o que auxilia a obter um crescimento acelerado.

ASSISTÊNCIA COMPLETA DA FRANQUEADORA Um dos diferenciais de comprar franquia é o apoio oferecido pela empresa franqueadora. Basicamente, há a chance de aproveitar toda a experiência que a marca adquiriu ao longo dos anos, o que ajuda a superar desafios. Além disso, seu negócio terá o apoio técnico e especializado de profissionais que conhecem a oferta como ninguém. No caso da instalação de painéis solares, por exemplo, você terá modelos técnicos atualizados e o apoio de engenheiros altamente capacitados. Como consequência, a prestação de serviços é favorecida.

AUMENTO DE QUALIDADE PARA O CLIENTE FINAL Quem escolhe uma franquia não aproveita apenas o nome da marca. Também há a chance de explorar toda a estrutura, o conhecimento e a capacidade de entregar algo de alto nível. Então, é possível elevar a experiência do cliente em franquias. Você terá a oportunidade de oferecer algo muito melhor para quem busca uma determinada solução, o que garante maior satisfação dos clientes. Na prática, é uma forma de fidelizá-los, de receber indicações para outros potenciais consumidores e, é claro, de ganhar mais.

MAIOR COMPETITIVIDADE Não menos importante, optar por uma franquia é a chance de se tornar competitivo, independentemente do setor de mercado escolhido. Como a marca já é consolidada e tem uma estrutura validada, há uma entrega de qualidade e uma atuação padronizada e consistente. As chances de erros diminuem, o que permite que o negócio potencialize seus ganhos e se destaque dos concorrentes. Inclusive, até as franquias do interior trazem boas oportunidades. Como oferecem muita profissionalização e estrutura, são ótimas opções para garantir a preferência da clientela.

O QUE SÃO E COMO FUNCIONAM ROYALTIES DE FRANQUIAS? Comprar uma franquia significa estabelecer uma espécie de parceria com a empresa franqueadora. Você recebe o direito de explorar a marca e de aproveitar todos os conhecimentos e estratégias que foram desenvolvidas. Em troca, precisa realizar o pagamento de royalties. Esses valores servem como remuneração constante para a franqueadora e ajudam a sustentar toda a rede. Como geram certo impacto nos negócios, é essencial conhecê-los. Venha conferir o funcionamento dessa cobrança!

O PAGAMENTO É OBRIGATÓRIO? A cobrança de royalties é permitida por lei e, por isso, a franqueadora pode determinar a obrigatoriedade de pagamento por parte dos franqueados. No entanto, a cobrança só pode ocorrer se estiver no contrato assinado por ambas as partes.

QUAL É O VALOR DOS ROYALTIES? O valor atrelado aos royalties varia em cada empresa. Não existe uma taxa fixa ou mesmo um teto sobre esse valor. Em geral, quanto maior é o potencial de ganhos da franquia, maior tende a ser o montante cobrado. Mesmo assim, o valor sempre corresponde a uma pequena fração do que é recebido, o que não afeta a continuidade do negócio.

COMO É FEITA A COBRANÇA? Os royalties podem ser cobrados por uma taxa sobre o faturamento ou ter um valor fixo, dependendo do que for maior. Se o faturamento mensal é de R$ 65 mil e a taxa for de 3%, o pagamento será de R$ 1.950,00. Mas se o contrato também especificar um valor mensal de R$ 2.500,00, esse será o pagamento, por ser o maior valor. Em geral, o franqueado precisa realizar o pagamento uma vez por mês, em uma data acordada entre as partes. Além disso, a franqueadora pode executar auditorias e conferências para garantir que os valores estão corretos.

QUAL O PASSO A PASSO PARA COMPRAR UMA FRANQUIA? Até aqui, você já sabe por que vale a pena apostar nesse modelo de negócios e quais são algumas de suas características. Agora, é o momento de entender como comprar franquia de maneira segura e com total praticidade. Na sequência, veja quais são algumas características essenciais para acertar em cheio na sua decisão!

DEFINA O SEGMENTO CORRETAMENTE Atuar no varejo não é o mesmo que prestar serviços. Da mesma maneira, trabalhar com saúde é bem diferente de se envolver com energia limpa, certo? Por isso, o ideal é começar com uma boa definição sobre qual será o segmento no qual você tentará se inserir. Entenda quais são os seus temas preferidos e considere em qual área você tem mais aptidão, por exemplo. Se tiver experiência em algum segmento, é um bom ponto de partida, mas isso não é obrigatório. Apenas tenha clareza sobre em qual área deseja atuar para começar a filtrar as opções de franquia.

CONHEÇA BEM O MERCADO DE ATUAÇÃO Para ter mais segurança na tomada de decisão, vale a pena explorar as principais características do mercado de interesse. Se a intenção for trabalhar com painéis solares para a geração de energia, vale entender como anda a procura por parte do público e quais são as expectativas de crescimento. Também é fundamental compreender quais são as demandas quanto ao atendimento personalizado em franquias ou quais são as principais oportunidades no seu local de interesse. Mergulhar no assunto antes de comprar franquia aumentará as suas chances de sucesso e permitirá que aproveite ao máximo.

CONVERSE COM OUTROS FRANQUEADOS Após definir com o que você pretende trabalhar, já terá uma quantidade menor de opções de franqueadoras. No entanto, ainda haverá diversas disponíveis e é essencial escolher a melhor. Para que não restem dúvidas, converse com outros franqueados e ex-franqueados. Conhecer a experiência de quem está ou já esteve envolvido com a franqueadora faz toda a diferença para entender qual é o potencial e quais são as oportunidades do negócio. Você terá a chance de ter uma visão interna e de conferir se existe algum problema ou dificuldade, por exemplo. Com isso, fica mais fácil fazer a escolha ideal para as suas necessidades.

CERTIFIQUE-SE DE QUE POSSUI CAPITAL SUFICIENTE Cuidar da parte financeira também é importante, até mesmo para evitar imprevistos e problemas. Então, coloque tudo na ponta do lápis para saber se dispõe do capital que é necessário. No começo, será preciso pagar a chamada taxa de franquia, além de custear a regularização do negócio e até a padronização do ambiente. Depois, é recomendado provisionar recursos para a contratação de funcionários para a franquia e para manter como capital de giro. Faça as contas e veja se é uma opção que cabe no seu bolso. Se não tiver todo o dinheiro disponível, ainda há a oportunidade de fazer um financiamento para realizar algumas tarefas, por exemplo.

TENHA UM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Não é porque você vai comprar franquia com plano de negócio pronto que “o jogo já está ganho”. É preciso se dedicar e se comprometer com o sucesso empresarial, o que também depende de um bom planejamento estratégico. Com a ajuda dessa ferramenta, você terá a chance de definir como prospectar clientes para a franquia, quais cuidados tomar ou quais são os melhores investimentos a serem feitos. A ideia é estabelecer boas práticas, desde que estejam alinhadas e padronizadas, para aumentar as suas oportunidades de sucesso.

ACERTE NA LOCALIZAÇÃO DO NEGÓCIO Depois de todos esses cuidados e de escolher a franqueadora certa, é hora de inaugurar a empresa. Para isso, é preciso acertar em cheio na localização, já que ela deve ser acessível e focada para o público de interesse. Em geral, a responsável pela marca faz um estudo e aponta o melhor lugar de instalação. Se houver mais de uma opção disponível, não deixe de ponderar o movimento do local, os custos envolvidos e o potencial de atração de interessados. Com um bom ponto comercial, o negócio tem a chance de decolar!

O QUE É A ABF? E A COF? Para entrar no universo de franquias, é importante conhecer alguns termos comuns no segmento. Dessa maneira, você consegue se preparar corretamente e não fica com dúvidas quando algum deles surgir. Entre os principais, estão a ABF e a COF. Indispensáveis para qualquer franqueado, esses conceitos farão parte da sua rotina. A seguir, entenda o que é cada uma e quais são suas funções.

PARA QUE SERVE A ABF? A Associação Brasileira de Franchising (ABF) é a principal entidade ligada ao universo das franquias no Brasil. Ela reúne franqueadoras e franqueados e realiza diversos eventos ao longo do ano para estimular o setor. Também é a responsável por premiar as melhores franquias de cada ano e por fazer levantamentos de dados sobre crescimento, faturamento e oportunidades. Para o franqueado, é a chance de conhecer boas franquias, que trazem segurança. Inclusive, é uma maneira de entender quais são os números do mercado e de se preparar corretamente para aproveitar as oportunidades.

QUAL O PAPEL DA COF? Já a Circular de Oferta de Franquia (COF) é o documento fornecido pelo franqueador e que oferece todas as informações referentes à franquia. A COF é apresentada em um momento inicial da negociação e, diferentemente do que muitos imaginam, não se trata do contrato propriamente dito. Nesse documento estão todas as condições gerais, o plano de negócios, o modelo de funcionamento e até os resultados prévios esperados. Também prevê todas as condições estabelecidas pelo modelo e as oportunidades disponíveis. As informações são confidenciais e servem para ter uma visão ampla do setor e da franquia. Ao analisar com cuidado todas as informações, você consegue definir se é uma boa alternativa comprar a franquia em questão.

POR QUE FAZER UMA BOA ANÁLISE DE CONTRATO? Depois de conferir a COF, você deve se inteirar de outro documento: o contrato de franquia. Ele serve para estabelecer todos os deveres e direitos por parte do franqueado e do franqueador — então, é de total importância ficar de olho nessas informações, combinado? A seguir, veja quais são os principais motivos para fazer uma análise completa do contrato antes de assiná-lo!

AUMENTA A SEGURANÇA Acima de tudo, conferir esse documento do início ao fim é uma maneira de elevar o nível de segurança da sua atuação. Afinal, você saberá, exatamente, quais são os deveres da franqueadora, como fornecer treinamento ou garantir suporte em determinados momentos. Também é uma forma de entender quais são os seus deveres, como será a cobrança de royalties, quais são as taxas envolvidas e assim por diante. Desse modo, você não corre o risco de fazer algo que possa ser motivo de rescisão unilateral do contrato.

MELHORA A PREVISIBILIDADE DE ATUAÇÃO Com tudo descrito no contrato, não restarão dúvidas como será a atuação. É possível entender, por exemplo, qual é a prática da franqueadora entre franqueados concorrentes de uma área semelhante. Também há a chance de compreender como os recursos serão utilizados, quais são os prazos, o retorno esperado e assim por diante. Essa é a melhor forma de impedir que ocorram imprevistos ou que as regras do jogo mudem depois de comprar a franquia. Então, é graças ao documento que você terá a estabilidade necessária para se planejar.

FAVORECE A RENOVAÇÃO DE CONTRATO Não menos importante, você deve ficar de olho no prazo de validade do contrato e nas suas condições de renovação. Será preciso cumprir todos os seus deveres, assim como a franqueadora terá que cumprir o que tiver prometido. Com uma boa análise do contrato, é possível se antecipar à renovação, realizar o processo dentro do tempo certo e até negociar outras condições mais atraentes. Lembre-se que esse é um processo indispensável para permitir que você continue no segmento, aproveitando as vantagens.

QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS PONTOS DA LEI DE FRANQUIAS? O mercado de franchising no Brasil é regulamentado pela chamada Lei de Franquias. Originalmente, era a Lei nº 8.955/94 que estipulava como o setor deveria funcionar. No entanto, em 2019 foi aprovada a Nova Lei de Franquias. A Lei nº 13.966/19 mantém muitos pontos da original, mas serve para esclarecer outras questões que causavam dúvidas. Como ela influencia diretamente a sua atuação, veja quais são os principais pontos previstos pela legislação.

DEFINIÇÃO DO SISTEMA DE FRANQUIA Tal lei serve, principalmente, para definir todos os conceitos e o funcionamento do sistema de franquia brasileiro. É por meio dessa redação que são estipulados alguns deveres e direitos gerais de franqueados e franqueadores. Ela também dá permissão para certas etapas, como a cobrança de royalties e a criação da cláusula de não concorrência (em que o franqueado fica proibido de atuar no setor da franquia por um tempo, após sua saída).

INEXISTÊNCIA DE VÍNCULO EMPREGATÍCIO A lei reforça que não existe vínculo empregatício entre franqueadora e franqueados e nem entre a franqueadora e os colaboradores das unidades. Isso serve para evitar processos trabalhistas e regulamentar a atuação. Portanto, saiba que, ao comprar uma franquia, você será uma espécie de parceiro comercial — e não um empregado da franqueadora.

OBRIGATORIEDADE SOBRE COF Uma das mudanças da nova lei foram as exigências inéditas quanto à COF. Além das informações prévias, agora a franqueadora precisa oferecer alguns dados, como as situações que levam a multas e penalizações. Também deve estipular se os franqueados têm uma cota mínima de compra, como será a concorrência entre franqueados, quais os prazos de renovação e assim por diante. A franqueadora que não respeitar todas as definições pode ser responsabilizada. Comprar franquia é uma decisão interessante e que pode garantir ótimas oportunidades de atuação no mercado. Com a escolha do modelo correto, será mais fácil se consolidar no mercado e atingir os objetivos.

Conhece alguém que tem interesse no tema? Compartilhe o post nas suas redes sociais e marque os seus contatos!