Afinal, quanta energia produz um painel solar? Saiba!

Afinal, quanta energia produz um painel solar? Saiba!

Tempo de leitura: 

4 minutos

Um dos mercados mais promissores do mundo, o setor de energia solar é ainda gerador de muitas dúvidas e, por isso, pouco acessível para o grande público. Um questionamento comum é sobre quanta energia produz um painel solar.

É fácil apontar as vantagens dessa tecnologia que tem se tornado cada vez mais popular e presente em projetos residenciais e empresariais. No entanto, como escolher o melhor painel solar para o seu projeto?

Neste texto, vamos sanar essas e outras dúvidas relacionadas ao assunto. A ideia é mostrar como descobrir quanta energia produz um painel solar, e como essa informação pode ser importante na definição do seu projeto. Veja!

Quais fatores influenciam a quantidade de energia produzida em um painel solar?

As placas solares têm sua especificação de potência em Watts-pico. Essa é a potência em condições ideais e controladas em testes feitos para avaliar a produtividade do painel solar.

No entanto, no dia a dia, em condições reais de funcionamento, os módulos dificilmente geram a potência-pico avaliada em teste. Alguns fatores podem influenciar a geração real de energia do sistema fotovoltaico.

Abaixo, listaremos alguns deles para que você possa controlá-los, a fim de usufruir ao máximo a capacidade de geração de energia do seu painel solar.

Irradiância sobre os módulos

Ao mesmo tempo que a chuva auxilia a limpar os painéis solares, ela também pode prejudicar a produção de energia ao impedir que os módulos sejam irradiados pela luz solar. Vale ressaltar que não só a chuva pode prejudicar a produção de energia nesse ponto, mas também, qualquer nebulosidade.

A maioria das regiões brasileiras tem índices de precipitação baixos. Por isso, o Brasil é um excelente país para o uso de painéis solares para gerar energia.

Inclinação e orientação dos painéis

Outro fator importante, que pode influenciar quanta energia produz um painel solar, é a posição dos painéis fotovoltaicos. O ideal é que as placas sejam instaladas de modo a receber o máximo de incidência direta de feixe de luz solar, durante todo o dia.

Sabemos que a Terra se movimenta em relação ao sol ao longo dia e também durante o ano. Por isso, esse pré-requisito para a otimização da geração de energia terá de ser atendido com parcimônia e de forma criteriosa, visando a encontrar qual a melhor posição dos painéis para otimizar a geração de energia.

Vale ressaltar que esse cálculo é complexo e requer ferramentas próprias. No entanto, para simplificar, costuma-se adotar o valor da latitude dos sistemas como inclinação ideal.

Sujeira nos painéis

Quando partículas de sujeira se acumulam sobre os módulos do painel, a quantidade de fluxo luminoso que atinge os módulos diminui. Logo, a produção de energia solar também tende a cair. Por isso, é necessário realizar a limpeza preventiva dos módulos, com certa frequência, para evitar o acúmulo de sujeira e redução da potência dos painéis.

ebook hcc energia solar

Como escolher o painel fotovoltaico ideal?

Agora, você já sabe como funciona a geração de energia solar e quais fatores influenciam a potência de geração de energia pelos painéis. Vale conhecer outros critérios que devem ser observados na hora de adquirir seu painel de energia solar.

Verifique as condições de garantia

Além do orçamento, no momento de negociar com o fornecedor, busque informações não somente sobre os preços e condições de pagamento, como também, sobre normas técnicas e funcionalidades das placas. Boa parte dos painéis fotovoltaicos apresenta garantia de potência mínima de 25 anos, com até 80% de sua eficácia inicial informados em ficha técnica.

É essencial verificar se essas informações têm o apoio de um órgão regulador brasileiro. Ele deve avalizar o cumprimento das leis que protegem os consumidores, caso ocorra alguma falha de performance do painel.

Pergunte ao fornecedor quais são os procedimentos a serem adotados em caso de falha das placas e em quanto tempo a assistência costuma detectar e resolver os problemas. Observe o atendimento e procure por fornecedores que não deem respostas evasivas ou desalinhadas.

Observe a funcionalidade do painel

Como já ensinamos a mensurar a capacidade de geração de energia do painel fotovoltaico, esse é um dos critérios mais importantes a ser considerado no momento da compra do seu painel solar. A funcionalidade do painel é referente à porcentagem de energia solar que chega até a superfície dele e que é convertida em energia elétrica para consumo.

No momento de escolher o seu equipamento, é muito importante verificar a relação de custo-benefício do produto. Painéis solares com eficiência maior que 16% são considerados “premium”. Painéis de silício, que são os mais comuns, têm eficiência comercial de 13 a 16%.

Avalie a qualidade da moldura

A moldura do painel é um excelente indicativo de qualidade de fabricação. Uma avaliação rápida, antes de adquirir o painel, verificando cantos, observando se eles foram colados, não só é aconselhável como pode dar indicativos da qualidade do produto.

Painéis com cantos colados podem se soltar com o tempo, graças a ação da variação de temperatura constante e da umidade. Portanto, é aconselhável adquirir um material com os cantos soldados ou aparafusados.

Caso a aparência seja um fator importante para você, se ele for ficar exposto, por exemplo, busque um painel com molduras anodizadas em preto. Eles têm uma estética muito agradável e moderna.

Verifique o coeficiente de temperatura

Trata-se do número que indica a forma como o painel lida com temperaturas elevadas, ou seja, maiores que 25 °C. O coeficiente é expresso em percentual, e quanto menor a temperatura, melhor é o painel.

Isso porque, quando o percentual do coeficiente de temperatura for muito alto, vai acontecer que, em dias muito quentes, o desempenho do painel vai cair. Em resumo, um coeficiente de temperatura elevado significa um painel de baixa qualidade.

O essencial é que o coeficiente esteja entre 0,4 a 0,5%. Abaixo de 0,3%, é sinal de um excelente painel, enquanto é preciso cuidado com um painel com coeficiente acima de 0,6%.

É importante avaliar todos os critérios estabelecidos e ter atenção a quanta energia produz um painel solar para fazer a melhor escolha. Acreditamos que com todas essas dicas, você vai conseguir adquirir o melhor material para o seu projeto.

instagram hcc energia solar