Como montar um plano de negócio para energia solar?

Como montar um plano de negócio para energia solar?

Tempo de leitura: 

4 minutos

A necessidade de se preservar o meio ambiente após toda deterioração ocorrida nos últimos séculos fez com que o mercado de fontes de energia renováveis se tornasse promissor. Com isso, as empresas do ramo de energia solar, a mais explorada dessas fontes de energéticas, estão em expansão, sendo uma excelente oportunidade de investimento.

Porém, para que a abertura de um empreendimento no ramo da energia solar seja bem-sucedido, é preciso que se estipule um direcionamento por meio de um plano de negócio. Dessa forma, a empresa lucrará bastante e conquistará a sua fatia no mercado.

Quer aprender como montar um plano de negócio para energia solar? Então, continue com a gente! Vamos explicar o que é esse planejamento, qual a sua importância, e ensinar como montar o seu. Não perca!

O que é um plano de negócio?

Para a realização de qualquer negócio, é necessário que haja um plano bem estruturado, que indique as diretrizes que deverão ser tomadas. No caso da abertura de uma empresa, ele se chama plano de negócios. Sua formação permite que o empreendedor tenha uma ampla e consistente visão a respeito do desenvolvimento da empresa.

Um plano de negócios deve ser composto pelos riscos que o empreendimento poderá correr, os concorrentes que terá, o perfil dos potenciais clientes, entre outros diversos fatores. Além disso, deverá conter outros planos dentro da organização maior, como o financeiro e o de marketing.

A estrutura de um plano de negócio deve ser montada por meio de um passo a passo, pelo qual o empresário se guiará para a realização de suas ações e tomada de decisões. Para que ele seja seguido com maestria, pode-se utilizar diversas ferramentas, como o Trello, uma plataforma que permite a criação e organização de processos nas mais diversas formas.

Qual a importância do plano de negócio?

Como você pôde ver, o plano de negócio é muito importante para a formação de uma empresa. Veja o porquê:

  • possibilidade de estudar cenários favoráveis e desfavoráveis: no plano de negócio, é possível estipular as ações que deverão ser tomadas diante de todo tipo de situação que poderá ocorrer, adversa ou favorável;
  • facilidade na correção de desvios: tendo um plano de negócio, é possível identificar em que ponto do processo um erro pode ter ocorrido;
  • conhecimento da concorrência: estudar previamente a atuação dos seus concorrentes no mercado que você está conquistando é fundamental para a inovação de processos e aquisição de novos clientes;
  • trabalhar pontos fortes e fracos: assim como é possível estabelecer ações futuras em casos de cenários favoráveis e não favoráveis, também há como estipular quais os pontos fortes e fracos do negócio, de modo a trabalhar a correção e o fortalecimento do que for necessário. Uma excelente ferramenta para isso é o modelo de Análise SWOT, que trabalha as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças de uma empresa.

Mas todo plano de negócio é igual? A resposta é não! Ele deve ser montado de acordo com as nuances do ramo escolhido. Por exemplo, uma empresa do segmento alimentício precisa estipular gastos com alimentos perecíveis, que estragam com facilidade e, por isso, estarão sempre em contato com o fornecedor.

Já um negócio da área de energia solar lida com produtos duradouros, como as placas de silício, tendo uma relação de menor proximidade com os fornecedores. Por isso, se você está interessado em montar um negócio no ramo de energia solar, continue com a gente!

e-book hcc energia solar

Como montar um plano de negócio para energia solar?

Para começar, monte um sumário executivo. Nele, devem estar a descrição do empreendimento, que, no caso, é uma empresa do ramo de energia solar, e o diferencial dele no mercado, como a economia e a preservação ao meio ambiente que a fonte energética proporciona.

Após isso, é hora de estabelecer missão, visão e valores do seu negócio. Explique a razão de ser do empreendimento, as expectativas para os próximos anos e os princípios éticos que serão seguidos.

O ramo da energia solar, embora em expansão, conta com poucas empresas no Brasil. Mas não é por isso que o plano de negócio deve ser simplificado: a análise da concorrência deve ser feita, mesmo que haja apenas um concorrente na praça. Além disso, é muito importante que seja definido o perfil de todos os envolvidos no processo, como empresários, funcionários e clientes.

Por último, cuide da parte burocrática. Estabeleça o valor total que será dispendido no investimento, os recursos que serão utilizados para isso, se haverá a necessidade de obtenção de uma linha de crédito e financiamento, quais os gastos necessários para o cumprimento de cada etapa do processo etc.

Cuide, também, da parte jurídica, tributária e trabalhista. Escolha o enquadramento jurídico da empresa, estude os impostos que deverão ser pagos e analise os processos judiciais de empresas do ramo.

Busque contratar funcionários qualificados e detenha uma parcela justa do investimento para os seus custos. Além de funcionários administrativos e de apoio, é fundamental a contratação de um bom contador e um advogado.

Preste atenção em alguns importantes cuidados que devem ser tomados na elaboração do plano de negócios, como o contínuo monitoramento e correção dos passos estabelecidos, além da realização de pesquisas de satisfação para o conhecimento da visão do público e revisão.

Ficou interessado em abrir um negócio no ramo da energia solar? Saiba, então, que poderá contar com a gente! A HCC Energia Solar é uma empresa especializada em soluções para energia solar, com mais de 15 anos de mercado e, com toda certeza, temos a solução necessária para o que você deseja.

Além disso, trabalhamos com o sistema de franchisgn, o que é uma excelente opção para quem pretende montar um negócio. Atualmente, temos mais de 30 franquias espalhadas por todo o país. Que tal ser uma delas?

Gostou de aprender mais sobre como montar um plano de negócio para energia solar? Continue conferindo nossos conteúdos aqui no blog e nas nossas redes sociais!