Ainda não sabe como ser um franqueado? Confira aqui!

Ainda não sabe como ser um franqueado? Confira aqui!

Tempo de leitura: 

5 minutos

Muitas pessoas têm o sonho de empreender no Brasil para se tornarem independentes profissionalmente e alcançarem um novo status financeiro. Mas, para começar no mundo empreendedor, é preciso encontrar uma forma segura de investir o seu capital, como ser um franqueado.

As franquias são modelos de negócio consolidados, com público fidelizado e sucesso de vendas. O relacionamento entre o franqueador e o franqueado é baseado no comprometimento mútuo, comunicação constante e confiança, de maneira que as informações sejam transparentes para o benefício de ambas as partes.

Trouxemos, neste artigo, dicas incríveis para você que quer saber como ser um franqueado. Entre as principais informações, destacamos: conhecer o mercado, descobrir os seus interesses e os modelos de negócio. Então, continue lendo para descobrir tudo isso!

Escolha um ramo que você tem interesse

Para saber como ser um franqueado, você deve escolher um ramo para atuação. Pensando nisso, é muito importante definir uma área pela qual você demonstre interesse e afinidade, para ter motivação ao conduzir o negócio. Lembre-se de que, antes de ser um franqueado, você é um empreendedor. Então, além de carregar a imagem de uma marca, estar à frente de uma empresa deve ser também a sua realização profissional.

No mercado brasileiro de franquias, existem diversos setores que têm se destacado. A alimentação é um deles, que apresenta crescimento de adeptos e grande interesse do público consumidor. Dentro disso, podemos destacar as franquias de fast food, restaurantes de comida saudável, lojas de café, comida internacional, entre outros. Há também o setor da moda, no qual encontramos lojas varejistas que atendem a um público diversificado, lojas mais exclusivas com roupas de grife e lojas voltadas para acessórios.

O setor da tecnologia também tem se tornado muito relevante no mercado de franquias. Entre os principais serviços, podemos citar o armazenamento de dados em nuvem, que vem se popularizando tanto para empresas que querem guardar suas informações em um software seguro quanto para estudantes que desejam poupar espaço físico e levar seus documentos para qualquer lugar, por exemplo.

Pesquise a receptividade do mercado e os modelos de negócio

Depois de definir os segmentos com os quais tem afinidade, você deve estabelecer qual será o tamanho da sua franquia e onde ela será instalada. Para isso, é preciso entender como o mercado está aberto às suas ideias e qual o formato que funciona melhor para as suas condições.

A localização geográfica é um fator de grande importância, pois ela define qual será o seu público consumidor. Assim, se você mora em uma cidade média em crescimento, busque entender como é a relação dos consumidores com o produto ou serviço que será comercializado. É preciso saber se as pessoas têm interesse em adquirir o produto, se elas têm necessidade, se existem concorrentes do mesmo segmento e qual é o público-alvo.

O interesse e a necessidade são os primeiros passos para uma boa receptividade, mas também é necessário analisar a concorrência. Procure entender quais as principais vantagens que outras empresas oferecem aos seus clientes e quais pontos ficam a desejar. A partir daí, busque uma franqueadora que ofereça um diferencial competitivo para prospectar e fidelizar uma clientela.

Além disso, o modelo de franquia deve ser aquele mais viável financeiramente. Então, esse é o momento de cuidar do seu bolso, para que esse investimento não deixe você em apuros. Dentre os principais formatos, podemos citar as microfranquias, os quiosques e a loja. As microfranquias são modelos menores e mais em conta, cujo investimento é inferior a 100 mil reais. Elas são ideais para quem está começando a empreender, isso devido ao baixo risco e à flexibilidade de poder trabalhar tanto em um ponto comercial quanto em casa.

Já os quiosques são indicados para produtos e serviços que apresentam boa saída (em shoppings centers, por exemplo). Também é possível instalar o negócio em outros locais, como grandes lojas de conveniência, terminais de transporte e supermercados. Esse modelo apresenta baixo custo de instalação e é vantajoso por estar em locais de grande circulação de consumidores.

As lojas são mais tradicionais e ideais para cidades que já possuem um público fiel à marca. Isso é facilmente observável com franquias de comida, por exemplo, que costumam se instalar nos shoppings com lojas menores por algum tempo, até se fixarem em uma loja própria.

Na HCC, contamos com dois modelos de franquia: o pocket (microfranquia) e a loja. Você pode conhecê-los melhor, assim como as vantagens de investir em cada um deles, clicando no botão abaixo!

Modelos de franquia da HCC Energia Solar

Tenha o primeiro contato com a empresa

Ao escolher a franqueadora para investir, é importante manter um contato antes de tomar a decisão final. Isso pode ser feito, por exemplo, utilizando os canais de atendimento ao consumidor e visitando outras franquias. Dessa forma, é possível entender como é a relação da empresa com seus clientes e descobrir como ser um franqueado daquela marca vai afetar os seus valores.

Por meio dos chats disponibilizados, e-mail ou telefone, você pode pesquisar quanto tempo a empresa demora para retornar o contato — como é a cordialidade e a boa vontade em esclarecer dúvidas e fornecer informações concretas.

Ao visitar as instalações, é possível perceber a qualidade do serviço, a organização da loja e a disponibilidade das opções de produtos comercializados pessoalmente. Fazendo o papel de consumidor, você saberá se aquele é o tipo de negócio que se orgulharia de representar.

Converse com franqueados

Ter um bate-papo com outros empreendedores é indicado para saber, na prática, como é ser um franqueado. Procure ouvir a respeito dos principais desafios da rotina para saber o que esperar quando estiver à frente de uma franquia. É muito importante descobrir qual o tipo de acompanhamento que a franqueadora oferece, pois existem problemas que nem sempre é possível resolver sozinho.

No vídeo abaixo, você pode conferir um exemplo prático: o Lucas Cancio, gestor da nossa franquia de Campo Bom (RS), deu um depoimento de como tem sido a sua experiência com a HCC.

O ideal é que o modelo de negócio seja estruturado como o nosso, de forma que sejam oferecidos cursos a respeito dos produtos e serviços e sobre como administrar a empresa. Também é necessário contar com treinamentos para os colaboradores, de maneira que desde a produção até o atendimento ao cliente sejam alinhados à cultura organizacional.

Analise o investimento e o contrato

Por fim, é preciso contar com apoio jurídico ao analisar o contrato, para que todas as cláusulas sejam esclarecidas e para estar ciente dos seus deveres e direitos. Por isso, conte sempre com um advogado que tenha conhecimento a respeito do mundo empresarial e, principalmente, experiência para lidar com isso.

Saber como se dará o retorno do investimento é essencial para analisar se a lucratividade está dentro do esperado e, quando não estiver, ter tempo para traçar estratégias que possam melhorar a situação financeira para não colocar a perder o seu investimento.

Pronto! Agora você já sabe como se tornar um empreendedor. A partir de um negócio estruturado, seu investimento só terá bons resultados. Assim, é importante buscar serviços inovadores e rentáveis como a franquia de energia solar, que une inovação, sustentabilidade e economia em um só lugar!

Este artigo sobre como ser um franqueado despertou o seu interesse ? Então, clique no link abaixo e preencha o formulário para que os nossos consultores possam entrar em contato e conversar com você sobre os nossos modelos de franquias!

Franquia de energia solar da HCC