Conheça quais são os diferentes tipos de painéis solares e qual o mais adequado para você!

tipos-de-sistema-fotovoltaico-hcc-energiasolar

Tempo de leitura: 

4 minutos

Conheça quais são os diferentes tipos de painéis solares e qual o mais adequado para você!

À medida que a demanda energética cresce, mais é preciso investir em novas maneiras de suprir as necessidades da humanidade — sempre pensando em gerar poucos impactos para o meio ambiente, é claro. Nesse contexto, a instalação de painéis solares tem sido uma das alternativas mais procuradas do momento.

De aplicação simples e excelente retorno financeiro, eles podem ser adaptados tanto para residências quanto para empresas e estabelecimentos comerciais. A economia e a eficiência são exemplares, e o investimento pode fazer muita diferença para a sua vida e para o mundo. No entanto, é preciso ter cuidado na hora de tomar sua decisão.

Você sabia que existem vários tipos de equipamentos? É essa escolha que exige mais atenção para ser acertada. Continue a leitura deste artigo para conhecê-los mais a fundo e aprender a importância de ter essa informação!

O que é energia solar e quais são seus diferenciais?

Primeiro, é importante reforçar que a energia solar é uma fonte limpa e renovável de eletricidade, feita por meio da captação de luz do sol. No Brasil, essa opção funciona muito bem, visto que nosso país é naturalmente quente e ensolarado em boa parte do ano.

Com a instalação de painéis solares nos telhados, é possível captar essa luz. Por sua vez, ela passa por um conversor, e é direcionada para o quadro de energia do equipamento para abastecer os pontos do empreendimento em questão.

O principal diferencial desse tipo de energia é que ela não polui e é totalmente sustentável. Mas ainda vale citar sua necessidade mínima de manutenção, a sua vida útil longa e a economia de até 90% na conta de energia mensal.

Quais são os diferentes tipos de painéis solares?

No mercado, você encontra uma grande diversidade de painéis solares. Conheça, a seguir, um pouco sobre cada um deles para fazer uma escolha consciente e que se adeque à sua realidade.

Painéis de silício, a alternativa mais acessível e eficiente

Os painéis de silício são os mais comuns e eficientes. Como o material é muito puro, a conversão de energia solar em elétrica é rápida e completa.

Eles podem ser encontrados na versão policristalina, mais barata e acessível, ou monocristalina, de valor um pouco mais elevado, mas de instalação quase que imperceptível. Qualquer uma trará excelentes resultados no dia a dia.

Filme fino, uma nova tecnologia de placas sensíveis

O filme fino é uma tecnologia de última geração, com placas bastante sensíveis à energia elétrica. Seu custo também é acessível, mas ele conta apenas com metade da eficiência de um painel de silício.

Telureto de cádmio, recomendada para grandes campos solares

Esse é um modelo mais apropriado para grandes campos solares, como aqueles em que se localizam as usinas. É o único painel feito de filme fino que consegue uma eficiência tão boa quanto a do painel de silício.

Silício amorfo, uma versão feita para aplicações pequenas

O painel de silício amorfo é recomendado para aplicações pequenas, mas acaba sendo mais caro, devido a sua técnica de fabricação. Isso porque são necessárias várias camadas de células de silício para um funcionamento adequado.

Cobre, índio e gálio seleneto (CIS/CIGS), indicada para ambientes industriais

Esse é um equipamento pouco tóxico, similar ao cádmio. Está na categoria do filme fino, mas também é mais comum para ambientes industriais.

Células fotovoltaicas orgânicas (OPV), de boa flexibilidade e baixo custo

As células fotovoltaicas orgânicas, conhecidas pela sigla OPV, são populares por ser mais flexíveis e custar menos. Porém, sua eficiência pode variar bastante de acordo com a área que o painel ocupa.

Sendo assim, são indicadas para projetos de grande escala. São feitas de polímero e utilizam eletrônica orgânica para captar a luz do sol e enviá-la para se transformar em eletricidade.

Painel híbrido, uma mistura que garante a eficiência desejada

O painel híbrido é uma tecnologia totalmente nova, mas muito semelhante aos painéis de silício. A diferença é que, além da camada tradicional de silício, ele conta com outra de silício amorfo.

Essa combinação aumenta sua eficiência de maneira significativa. Ele também funciona em temperaturas altas, mas ainda está em estudo e deve chegar ao mercado em breve.

Qual é a importância de conhecer as diferentes opções do mercado?

Agora que você já sabe quais são os tipos de painéis solares, terá mais autonomia para escolher aquele que mais se adéqua às suas necessidades. Mas por que esse conhecimento faz tanta diferença?

A justificativa se dá pelo fato de que, com essas novas percepções, você poderá ser mais crítico na hora de realizar a sua compra. Veja o que você tem a ganhar com a escolha certa!

Durabilidade

A durabilidade do painel solar é longa — em geral, ela pode passar de 25 anos. No entanto, como cada opção tem características diferentes, é importante fazer a manutenção certa para assegurar a vida útil do sistema.

Eficiência

Quando se fala em eficiência do painel solar, significa a porcentagem de energia que cada superfície absorve e transforma em energia solar. Cada tipo de material tem uma potência diferente e, para garantir um bom investimento, é interessante fazer a conta de reais por Watt.

Fabricante

Existe uma infinidade de fabricantes de painéis solares, inclusive no Brasil. Vale a pena se informar a respeito deles, para averiguar depoimentos de clientes e a procedência dos equipamentos. Afinal, diferentes materiais envolvem diversos processos, então, é interessante sempre checar o máximo possível de informações.

Satisfação

Diante dessa variedade de tecnologias, ao saber prós e contras, há mais chance de acertar na escolha e tirar bom proveito dela. Inclusive, financeiramente, afinal, é muito importante recuperar o valor desse investimento o quanto antes.

Com essas informações em mãos, fica muito mais fácil pesquisar e entender o funcionamento de painéis solares, não é mesmo? Agora que você tem o conhecimento adequado, basta iniciar suas pesquisas para averiguar as possibilidades de instalação em sua casa ou empresa e começar o quanto antes a economizar.

O que mais chamou sua atenção em relação a este assunto? Gostaria de apostar nesta tecnologia? Deixe um comentário logo abaixo, com a sua opinião!