Saiba mais sobre as bandeiras tarifárias

Saiba mais sobre as bandeiras tarifárias

Tempo de leitura: 

5 minutos

Provavelmente, você já percebeu que a conta de luz está ficando cada dia mais cara. Mesmo fazendo de tudo, está difícil conseguir economizar na conta de energia no fim do mês. Por isso, cada vez que escutamos sobre aumento nas bandeiras tarifárias, nos preocupamos.

Além de mudar hábitos importantes, como apagar as luzes ao sair do cômodo, não deixar aparelhos eletrônicos conectados nas tomadas e desligar a televisão quando estiver sem uso, é fundamental que o consumidor entenda sobre as bandeiras tarifárias e como elas podem influenciar a conta de energia.

Também é preciso compreender que fatores climáticos e econômicos do país podem levar a alterações nas tarifas energéticas. Neste post, vamos explicar como funcionam as bandeiras tarifárias e por que a tendência é que a luz elétrica fique cada vez mais cara!

O que é bandeira tarifária?

O sistema de bandeiras tarifárias entrou em vigor em 2015 para todo o Sistema Interligado Nacional (SIN), exceto Roraima, que não faz parte dele. As bandeiras tarifárias foram instituídas pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), em 16 de abril de 2013, por meio da Resolução Normativa nº 547/13.

O objetivo das bandeiras tarifárias é mostrar de forma clara e transparente, se haverá ou não acréscimo de valor na energia elétrica. Elas sinalizam o custo real da geração de eletricidade no momento em que está sendo utilizada, auxiliando os consumidores a usar a energia de forma mais consciente.

Como funcionam as bandeiras tarifárias?

As bandeiras tarifárias sinalizam, todos os meses, o custo da geração da energia elétrica que será posteriormente cobrada do consumidor final, evitando que o valor se acumule no reajuste final. As cores das bandeiras tarifárias indicam se a energia custará mais ou menos, conforme as condições daquele momento na geração de eletricidade.

e-book hcc energia solar

Bandeira Verde

Quando a bandeira está verde, quer dizer que as condições estão favoráveis para a geração de energia elétrica. Nesse caso, as contas de luz não sofrerão nenhum tipo de acréscimo ou reajuste.

Bandeira Amarela

Quando a bandeira está amarela, significa que as condições para a geração de energia elétrica já não estão tão favoráveis, com um custo um pouco mais alto. Isso levará a um acréscimo na conta de luz de R$1,874 para cada 100 kilowatt-hora (kWh) consumido.

Bandeira Vermelha

Já a bandeira vermelha mostra ao consumidor que as condições para gerar energia naquele período estão menos favoráveis e com custos bem mais altos. Essa bandeira é dividida em dois patamares: Patamar 1 e Patamar 2.

No primeiro patamar, o valor adicional que será cobrado na conta de luz passa a ser proporcional ao consumo, acrescentando R$3,971 por 100 kWh. No patamar 2, são cobrados R$9,492 por 100 kWh, o maior nível de cobrança.

Quais os motivos do aumento da tarifa de luz?

Atualmente, no Brasil, existem várias formas de geração de energia, como eólica, solar e biomassa, e através das hidrelétricas. Em 2021, um dos maiores motivos dos reajustes nas bandeiras é a grave crise hídrica que o Brasil vem passando, a maior dos últimos 91 anos.

Com isso, o baixo nível dos reservatórios tem levado os valores das contas de luz às alturas. Veja as principais razões do aumento na tarifa de energia.

Oscilação de tarifas

A Aneel precisa cobrir os custos operacionais das empresas que prestam serviço na distribuição de energia. A tarifa que pagamos nas contas de luz mensalmente é baseada nos custos que essas empresas têm para produzir energia nas usinas, sua emissão até os centros urbanos e a distribuição para as unidades consumidoras.

Essas tarifas podem oscilar de acordo com a época, o que pode elevar o valor das contas de luz.

Secas

A maneira mais barata de gerar eletricidade no país é através das hidrelétricas. Essas, no entanto, dependem do nível de água nos reservatórios para a geração de energia.

Nos períodos de chuvas, esses reservatórios são abastecidos adequadamente, mas em épocas de seca, pode ser preciso acionar as usinas termelétricas. Isso leva ao aumento nas bandeiras tarifárias.

Além de deixar a conta de luz mais cara, o uso das termelétricas é mais poluente, já que a geração de energia nesse tipo de usina acontece a partir da queima de combustíveis fósseis, como gás e diesel. Por isso, quando as usinas termelétricas são acionadas, o custo de geração de energia aumenta e a conta fica mais cara.

Impostos

O aumento dos impostos também é responsável pela disparada no valor da conta de luz. Para gerar energia por meio das termelétricas, é preciso usar combustível. A revisão na base de cálculo do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) eleva o valor dos combustíveis e reflete, automaticamente, no valor das bandeiras tarifárias e no bolso do consumidor.

Como economizar na conta de luz?

Além de contar com os fatores meteorológicos, algumas pequenas mudanças de hábitos podem aliviar o valor da conta de luz no fim do mês. Sair de casa e deixar o ar-condicionado ligado ou a TV são atitudes que precisam ser evitadas. Veja dicas simples que podem ajudar a diminuir o consumo de energia:

  • substitua as lâmpadas incandescentes por LED;
  • não deixe aparelhos eletrônicos conectados na tomada sem uso;
  • dê preferência para geladeiras com consumo inteligente de energia;
  • sempre mantenha a borracha de vedação da geladeira em bom estado;
  • evite abrir a porta da geladeira sem necessidade;
  • use de forma consciente o ar-condicionado, mantendo as janelas dos ambientes fechadas e colocando em temperatura média para não exigir tanto do equipamento;
  • tome banhos curtos e com água morna ou fria;
  • evite deixar o computador ligado o tempo todo, programe o modo economia de energia no monitor;
  • ao lavar roupa, coloque uma quantidade adequada na máquina de uma vez só;
  • na hora de passar as peças de roupa, junte o máximo que puder para passar tudo em uma única vez.

Portanto, a falta de chuva e a intensa crise hídrica pela qual o Brasil está passando são os principais motivos de aumento nas contas de luz. Mas lembre-se de que pequenas mudanças nos hábitos diários podem contribuir para economizar energia dentro de casa. Além disso, acompanhe constantemente as mudanças nas bandeiras tarifárias e opte por um consumo de energia mais consciente.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado de energia elétrica? Siga nossas páginas no Facebook, Instagram, LinkedIn e Youtube!

podcast solar hcc energia solar