Tudo o que você precisa saber sobre soluções sustentáveis

Tudo o que você precisa saber sobre soluções sustentáveis

Tempo de leitura: 

14 minutos

Sustentabilidade é um conceito muito forte já há alguns anos. Toda a sociedade está, de certa forma, engajada com ele. A empresa que o utiliza se destaca no mercado e atrai mais consumidores. Claro que a finalidade não é apenas se servir do termo para fazer marketing, mas demonstrar genuíno interesse na preservação do meio ambiente.

A verdade é que as soluções sustentáveis estão em alta e a tendência é que apareçam mais, na medida em que as já existentes forem adotadas pelo público. Entre essas soluções, podemos destacar os produtos de energia solar. Neste artigo, falaremos sobre o assunto e daremos dicas de como montar um plano de negócio sustentável!

O que são soluções sustentáveis?

Soluções sustentáveis são aquelas que reduzem ou eliminam os impactos negativos sobre o meio ambiente, como:

  • climatização e iluminação naturais;
  • materiais recicláveis, biodegradáveis, menos poluentes;
  • sistemas digitais ou digitalizados;
  • tratamento de resíduos industriais;
  • fontes alternativas de energia elétrica e muitas outras.

Essas soluções podem ser aplicadas em residências, empresas, indústrias, estabelecimentos de saúde e educação, clubes e academias. Enfim, em qualquer tipo de construção e em diferentes atividades econômicas.

Qual é a importância de investir em soluções sustentáveis ​​na empresa?

A adoção de medidas sustentáveis ultrapassa a escolha de proteger o meio ambiente. Elas ainda podem contribuir para a redução de custos de produção e do valor final das mercadorias. Dessa forma, a empresa otimiza os gastos e ainda satisfaz os clientes com preços mais acessíveis, fortalecendo a marca.

O meio ambiente sempre é beneficiado, o que é importante também. Os impactos negativos que a economia provoca na natureza são um assunto recorrente, bem como a demanda por soluções que procuram reduzir ou mesmo evitar essas consequências.

Pensar no bem-estar do planeta é como dar atenção à sua saúde — não é preciso que isso traga alguma vantagem financeira. À medida que destruímos os ecossistemas com poluição e degradação, estamos causando prejuízos à vida em geral, inclusive, a humana.

Além disso, o consumidor moderno está cada vez mais exigente. Dia a dia, aumenta a quantidade de pessoas conscientes, que preferem os produtos sustentáveis.

A importância de adotar soluções sustentáveis também se relaciona à necessidade de mudança nas empresas. Movimentos importantes ocorrem em todo o mundo referentes ao modo como os empreendedores utilizam os princípios de sustentabilidade em suas práticas de gestão.

Podemos falar, ainda, em beleza sustentável. Trata-se de utilizar as soluções sustentáveis para melhorar a estética do ambiente de trabalho, como os painéis solares e o telhado verde, que lembra uma das sete maravilhas do mundo antigo: os jardins suspensos da Babilônia. Os espaços sustentáveis tendem a ser mais enxutos, apresentam um cenário mais clean, o que pode ser interessante para a estética em um ambiente corporativo.

E-book HCC Energia Solar

Quais são as vantagens que isso pode trazer para sua empresa?

Uma empresa que pratica a sustentabilidade pode ser beneficiada de diversas formas. Vejamos algumas delas!

Economia financeira

Alguns empreendedores ainda associam sustentabilidade a soluções mais caras. Mas é preciso considerar os resultados em longo prazo. Por exemplo, comprar copos e xícaras de alta durabilidade pode não sair tão barato em curto prazo, já que o valor dos descartáveis é mais acessível. A tendência, contudo, é que mais adiante os números se invertam.

Investir em soluções sustentáveis permite que a cultura organizacional seja modificada, estimulando os colaboradores a desperdiçarem menos recursos. Também é necessário considerar os benefícios fiscais oferecidos pelo governo para empresas que aplicam práticas sustentáveis. O resultado final é uma economia efetiva e o alcance da almejada sustentabilidade financeira.

Engajamento dos funcionários

Uma das principais “molas” para o impulsionamento do negócio é a atuação dos colaboradores. As práticas sustentáveis representam um diferencial nesse sentido.

É necessário que eles sintam que participam de algo maior, compreendam que as atividades que realizam todos os dias integram um conjunto de transformações sociais relevantes. Esse sentimento de valor, de utilidade, ajuda a aumentar o engajamento dos funcionários. Eles se sentem mais satisfeitos com seu próprio trabalho e tendem a otimizar o desempenho.

O cliente externo é importante, sem dúvida. Mas motivar o cliente interno também é fundamental. Em grande parte, os funcionários são responsáveis por captar os consumidores para o negócio.

Boa publicidade

O público consumidor, como já falamos, está se tornando mais esclarecido e exigente. Ele fica mais atento aos processos de produção.

Boa parte das pessoas prefere comprar e divulgar as marcas mais sustentáveis, que têm algum projeto próprio para reduzir os impactos ambientais ou que realizam parcerias nesse sentido. Outro diferencial sustentável é a não realização de testes em animais (esse ponto conta muito na hora da escolha do consumidor).

O público analisa questões sociais (de natureza trabalhista, por exemplo) e ambientais para visitar e se tornar cliente de determinada empresa. As soluções sustentáveis favorecem uma boa divulgação da marca, enquanto soluções ultrapassadas e que agridem o meio ambiente contribuem para que a empresa tenha sua imagem prejudicada.

Retorno para a sociedade

A existência da sociedade depende de manter o meio em que ela está inserida. A conservação do meio ambiente envolve a preservação de diferentes espécies, inclusive, a humana.

A qualidade de vida também está relacionada às condições do ambiente em que vivemos. Naturalmente, uma pessoa que mora em uma zona classe A, com arborização e áreas verdes, tem um bem-estar muito superior àquela que reside no “lixão” (denominação popular do local em que se descarta lixo sem critérios).

As empresas e as indústrias, propulsoras da economia, desempenham um papel relevante nesse contexto. Por meio de projetos apropriados, elas podem desenvolver formas de produção limpas ou pouco poluentes.

Podemos considerar, por exemplo, como um significativo retorno positivo para a sociedade, a manutenção de uma boa qualidade do ar e o uso de fontes alternativas de energia elétrica. Entre elas, a energia solar, que diminui a necessidade da construção de grandes barragens e a exploração massiva de recursos naturais.

A busca por energia elétrica é alta nas empresas e devemos refletir sobre o modo de produção dessa energia. As hidrelétricas ainda são a principal fonte, mas existem outras que estão sendo aplicadas, como a eólica, a solar, a biomassa e a geotérmica. Também já se investe em hidrelétricas de baixo impacto ambiental, chamadas de PCH.

Aumento do potencial competitivo

A preocupação de todos com o meio ambiente é cada vez maior. Assim, o público consumidor tanto pode ser aliado quanto adversário das empresas, no que se refere à sustentabilidade.

Isso quer dizer que os consumidores podem divulgar as marcas sustentáveis e criticar as marcas não-sustentáveis. A opinião deles, realmente, é relevante e as empresas que percebem o quanto os clientes podem ser bons divulgadores da marca aproveitam e assumem o compromisso de adotar soluções sustentáveis, que ajudam na construção de um mundo melhor.

Não há dúvidas sobre a vantagem competitiva que a empresa que investe em sustentabilidade conquista. Isso consolida sua imagem no mercado, oferece boa publicidade e melhora o nível de competitividade do negócio. Em redes sociais, site e blogs, aumenta a adesão de seguidores que se transformam em defensores da marca.

Adesão de novos mercados

Quando a empresa se destaca no segmento, isso contribui para chamar a atenção dos investidores. Assim, facilita a formação de parcerias, com efetivas oportunidades para expandir o mercado.

Esse interesse é um resultado natural porque os investidores entendem que os modelos de negócios embasados no desenvolvimento e no consumo sustentável são muito interessantes.

Qual é o impacto da sustentabilidade nos negócios?

Para começar, vamos falar nas três dimensões da sustentabilidade. Assim, ficará mais fácil compreender o impacto dela nos negócios de qualquer empresa. São elas:

  • dimensão social;
  • dimensão ambiental;
  • dimensão econômica.

A dimensão social se relaciona aos recursos humanos de uma empresa. Nesse caso, há variáveis como educação, bem-estar, equidade, segurança, saúde, qualidade de vida dos envolvidos.

Quanto à dimensão ambiental, relaciona-se com o capital natural, isto é, aquele que envolve variáveis do meio ambiente ligadas a recursos como biodiversidade, qualidade da água e do ar, utilização do solo e conservação de energia.

Já a dimensão econômica se refere às causas e aos efeitos das decisões empresariais. Foca o desenvolvimento sustentado, com economia que não se baseia somente em aspectos financeiros, mas em efetivos resultados de bem-estar social e de potencial de regeneração do meio ambiente.

Ao considerarmos essas dimensões, percebemos que sustentabilidade é um conceito abrangente e complexo, que levou um longo período para ser devidamente compreendido e, principalmente, aplicado na rotina das empresas. Compreende-se que se trata de uma visão sistêmica, em que direitos humanos e recursos naturais requerem proteção e respeito.

Podemos, então, concluir que, para uma empresa se tornar sustentável, ela deve ter pensamentos e ações, bem como tomar decisões, que sejam:

  • justas, do ponto de vista social;
  • aceitas culturalmente;
  • viáveis economicamente;
  • ecologicamente corretas.

Enfim, a sustentabilidade está ligada às nossas escolhas sobre os meios de produção, habitação, transporte e consumo e de outras coisas. Ela também depende do modo de relacionamento que mantemos com o ambiente e com outros seres humanos, levando em conta valores éticos, democráticos e solidários.

Quando identificaram o rumo que o mundo está tomando, muitas empresas entenderam que ser ambiental e socialmente responsável não se trata apenas de uma obrigação. É uma forma de ganhar vantagens competitivas, ou seja, elas notaram os reflexos positivos das soluções sustentáveis sobre os negócios.

Porém, investir em sustentabilidade é um enorme desafio. Não se trata apenas de aceitar propostas com cunho ambientalista. É muito importante modificar o modo de pensamento que predomina na empresa. A atuação de todos deve ser transformada, de modo que a sustentabilidade seja incorporada definitivamente ao âmago do negócio.

A adoção dos princípios sustentáveis requer dos líderes reflexão sobre pontos estratégicos fundamentais, integrando a sustentabilidade à cultura corporativa como um propósito, uma filosofia. As estratégias passam, assim, a direcionar suas ações às práticas sustentáveis em todos os departamentos.

Instagram HCC Energia Solar

Como tornar sua empresa mais sustentável?

Quando as empresas investem em soluções sustentáveis, elas reduzem os impactos negativos sobre o meio ambiente e conseguem, assim, deixar um legado para as futuras gerações. Muitas organizações, de tamanhos diferentes e que atuam em setores diversos, já conseguem diminuir a emissão de poluentes, o que ajuda na preservação da natureza.

Sua empresa pode se tornar mais sustentável e reduzir custos. Veja que ações podem ser adotadas.

Mais transparência

Uma das prioridades de uma empresa que se propõe a ser sustentável é considerar os impactos sociais que suas atividades podem gerar. Nesse sentido, ser transparente com os consumidores é o passo inicial para ganhar mais credibilidade diante deles.

A partir do momento em que as pessoas compreendem a forma de funcionamento dos processos internos de uma empresa, começam a se identificar com ela, desenvolvem empatia pela marca. Isso ajuda na promoção da fidelização em longo prazo.

Prática do consumo consciente

É importante praticar melhorias e desenvolver hábitos novos para que a empresa economize recursos e não cause danos ao meio ambiente. Confira nossas sugestões.

Economize energia

Substitua as lâmpadas tradicionais pelas lâmpadas LED, que consomem menos energia e iluminam com mais intensidade. Outras dicas são:

  • remova os eletrônicos das tomadas após encerrar o expediente;
  • invista em energia limpa, como a energia solar (que faz uso de placas fotovoltaicas);
  • utilize o ar-condicionado com moderação.

Poupe água

Use torneiras reguláveis, com fechamento automático, que reduzem o consumo de água. Oriente sua equipe a lavar a calçada e o chão usando água reutilizada. Nesse caso, é necessário investir, por exemplo, em um sistema que capte águas pluviais.

Eliminação de desperdícios

Uma empresa sustentável também não pode sustentar muitos desperdícios. De uma forma ou de outra, eles sempre acontecem, mas é fundamental manter um rigoroso controle sobre eles.

O gestor deve identificar pontos de desperdícios de recursos naturais. Questões como vazamento de água e parte elétrica deficiente precisam ser identificadas e consertadas o quanto antes. Outras medidas que podem ser tomadas são:

  • instalar sensores de presença, pois assim se evita a iluminação em espaços que têm baixa circulação de funcionários;
  • trocar a cor das paredes para que a iluminação natural tenha reflexão eficiente.

Cumprimento das normas e da legislação ambiental

A empresa deve manter respeito às regras ambientais, principalmente, à Lei nº 12.305/2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), e à ISO nº 14001/2015. Desse modo, multas são evitadas e seu consequentes prejuízos, além de melhorar a reputação da empresa perante o público consumidor.

Treinamento dos funcionários

Se os líderes não seguem as normas, não dão o exemplo, é muito difícil que as transformações aconteçam. Eles precisam, portanto, sentir-se convictos a respeito dos valores e da efetividade das soluções sustentáveis.

É necessário treinar tanto as lideranças quanto os colaboradores a respeito do assunto para que a empresa se torne realmente sustentável. Desse modo, a governança corporativa é beneficiada, bem como o relacionamento entre todos os colaboradores, incentivando a cooperação no sentido de alcançar os objetivos comuns por meio das práticas sustentáveis.

Escolha de fornecedores sustentáveis

A empresa deve analisar a cadeia produtiva do começo ao fim, ou seja, desde a aquisição da matéria-prima até a entrega dos produtos ao cliente final. Naturalmente, é relevante escolher fornecedores que trabalham de maneira sustentável.

Nesse sentido, vale a pena analisar se eles apresentam certificados ambientais e se as demandas da empresa não podem ser satisfeitas por produtores ou negócios que se localizem perto. Assim, a economia local é estimulada, o que ajuda no desenvolvimento da comunidade à qual a empresa pertence.

Investimento em ESG

Você sabe o que é ESG? É a sigla para “Environmental, Social and Governance”. Em português, “Ambiental, Social e Governança” (ASG).

É um índice utilizado para mensurar as práticas sociais, ambientais e a governança de uma organização. O ESG pode ser usado para mostrar o quanto um negócio encontra meios de:

  • minimizar os impactos no meio ambiente;
  • construir um mundo mais justo e responsável;
  • sustentar os melhores processos de administração.

O índice pode ser aplicado, ainda, para investimentos em que se sobressaem os critérios de práticas sustentáveis. Os investidores, em vez de avaliar somente indicadores financeiros, consideram questões ambientais, sociais e de governança das empresas. Vamos considerar cada letra da sigla, em particular, para um melhor entendimento do índice.

Letra E

A letra E (ou A, em português) está associada ao ambiente. Considera, portanto, as ações da empresa referentes à preservação do meio ambiente e como ela se posiciona diante de assuntos como:

  • poluição da água e do ar;
  • desmatamento;
  • biodiversidade;
  • aquecimento global e emissão de gás carbônico;
  • escassez de água;
  • eficiência energética;
  • gestão de resíduos.

Letra S

A letra S se refere aos aspectos sociais da empresa, ou seja, à relação dela com as pessoas que participam de seu universo. Desse modo, são consideradas questões como:

  • satisfação dos clientes;
  • proteção dos dados e da privacidade;
  • engajamento dos colaboradores;
  • diversidade da equipe;
  • respeito às leis do trabalho e aos direitos humanos;
  • relacionamento com a comunidade.

Letra G

A letra G (governança) está ligada à administração de uma empresa:

  • formação e composição do Conselho;
  • estrutura do comitê de auditoria;
  • comportamento corporativo;
  • remuneração do corpo gestor;
  • relacionamento com instituições governamentais e políticos;
  • existência de um canal para denúncias.

Como aplicar soluções sustentáveis ​​à empresa?

A seguir, mostramos algumas sugestões de soluções sustentáveis.

Digitalize os processos

Em um escritório comum, um funcionário pode gastar até 10 mil folhas de papel em um ano. As consequências desse excesso são aumento no desmatamento e um impacto ambiental de grandes proporções. Ainda que a maioria das empresas utilize madeira reflorestada, a produção de papel requer muita energia e água, além de produtos químicos.

A migração do ambiente físico para o digital pode ser realizada de maneiras diferentes. Você pode usar, por exemplo, ferramentas mais simples, como o Google Drive. Mas também podem ser utilizados sistemas na nuvem mais avançados, destinados de forma específica às empresas.

Reduza, reutilize, recicle

Reduzir, reutilizar e reciclar é da máxima importância para a economia sustentável. Geralmente, a reciclagem é considerada em relação a objetos de rotina, incluindo papel e latas de alumínio. Mas é possível o reaproveitamento de objetos da empresa de forma a aumentar seu “moral” e contribuir para melhorar o meio ambiente.

A fim de evitar o lixo eletrônico, podem ser enviadas peças de hardware antigas para compradores que as usam e até para algumas empresas de tecnologia que disponibilizam opções de reciclagem.

Estimule o home office

Principalmente, depois da pandemia, o trabalho remoto tem sido uma opção para contornar as limitações do distanciamento social. O home office oferece vantagens ambientais diretas. A empresa pode, por exemplo, reduzir gastos com energia elétrica, diminuir a emissão de poluentes resultantes do transporte de deslocamento dos colaboradores, minimizar os congestionamentos e outras coisas.

Invista em uma construção sustentável

Outra dica é instalar equipamentos sustentáveis na empresa, como um sistema fotovoltaico, que gera energia elétrica a partir da energia solar. Também é possível mexer na estrutura do imóvel, de modo a melhorar a ventilação e a iluminação naturais.

Busque soluções de conforto térmico que minimizem a necessidade do uso de ar-condicionado — atualmente, são muitos os arquitetos que trabalham buscando essa finalidade.

Faça parcerias e abra franquias

Apoiar ONGs sérias é uma forma de investir em desenvolvimento sustentável e conseguir feedbacks favoráveis para as soluções escolhidas. Em qualquer parceria (empresas terceirizadas ou fornecedores), defina parâmetros de responsabilidade ambiental (controle de emissão de poluentes e reciclagem na cadeia de produção, por exemplo).

Considere, também, abrir franquias que já trabalham com soluções sustentáveis, como uma de energia solar. Para isso, vale a pena conhecer a formatação de franquia, ou seja, como ela funciona.

As empresas franqueadas dispõem de muitas vantagens, como conhecimento e experiência de marcas renomadas, consolidadas e que usam o marketing digital a seu favor. Isso facilita a gestão estratégica de franquias.

Há bons exemplos de empresas sustentáveis?

Que tal conhecermos agora algumas empresas que adotaram soluções sustentáveis com sucesso? Confira, a seguir!

Avon

Empresa de cosméticos que, além de campanhas sociais denunciando a violência contra a mulher, já não realiza testes em animais em nenhuma parte do mundo.

Unilever

Os insumos agrícolas que utiliza são de origem confiável, com certificações. A empresa estimula os fornecedores a adotar práticas socioambientais.

Phillips

Empresa que investe na produção de lâmpadas mais modernas, que ajudam a economizar na iluminação pública.

Natura

É uma das mais famosas por sua atuação nesse sentido, figurando entre as 100 empresas mais sustentáveis do mundo. Utiliza recursos naturais da Amazônia na fabricação de seus produtos, sendo boa parte de origem vegetal.

A adoção de soluções sustentáveis já é uma realidade, uma tendência consolidada em todo o mundo. Empresas que não acompanharem essa tendência perderão, pouco a pouco, seu posicionamento no mercado, e correrão o risco de desaparecer. Além de ser uma questão ética, adotar práticas socioambientais também é uma questão de sobrevivência para as empresas modernas.

E você, o que pensa sobre o assunto? Aproveite para interagir com a gente nas redes sociais: visite e curta a nossa página no Facebook. Lá, você verá posts bem interessantes sobre esse e outros temas.

orçamento  hcc energia solar