Como escolher a franquia certa para investir? Veja 6 passos!

HCC Energia Solar

Tempo de leitura: 

5 minutos

Como escolher a franquia certa para investir? Veja 6 passos!

Investir em uma franquia é uma interessante alternativa para quem deseja empreender, mas é preciso analisar uma série de fatores para acertar na escolha. Por isso, uma das grandes dúvidas dos empreendedores é saber como escolher a franquia certa. Essa é uma das fases mais delicadas e importantes do processo de abertura do próprio negócio.

Abrir uma franquia é a maneira mais segura e confiável de empreender. É a garantia de obter maior chance de sucesso ao abrir o próprio negócio. A grande vantagem em aderir ao sistema de franquias, em comparação com uma empresa independente, é que o sucesso da marca já foi testado e fortalecido pelo mercado.

Porém, é fundamental fazer a escolha correta para evitar prejuízos que podem comprometer seu orçamento e gerar bastante dor de cabeça. Neste artigo, vamos falar sobre como optar pela melhor alternativa e por que os planejamentos são fundamentais nesse processo. Acompanhe!

Saiba como escolher a franquia certa

A abertura do próprio empreendimento é um momento muito importante para o investidor. Atualmente, o mercado oferece diversas opções para os interessados em abrir uma franquia. Mas avaliar de forma equivocada e fazer a escolha errada pode gerar muitos transtornos e prejuízos.

O processo de escolha de uma franquia envolve pesquisa, análise e coleta de informações sobre a marca. Separamos os principais pontos que devem ser avaliados por quem está interessado em investir no franchising.

1. Analise suas finanças

Para começar o processo de escolha da melhor franquia, é fundamental analisar suas finanças e saber quanto você poderá investir no empreendimento. Existem muitas opções de franquias no mercado, de diferentes valores. É importante ter consciência para evitar prejuízos e gastos desnecessários.

Por isso, ao adquirir uma franquia, saiba que é preciso ter dinheiro suficiente para o investimento inicial, para o capital de giro e o que for necessário para cobrir as despesas pessoais, até que o empreendimento comece a apresentar lucros.

2. Avalie a situação do mercado em que deseja atuar

Ao escolher o segmento em que deseja atuar, é preciso analisar a situação do setor. Não significa, necessariamente, que determinada franquia que teve sucesso em uma região, terá a mesma aceitação em outra.

Avalie a aceitação do produto, o grau de demanda e o nível de concorrência no local escolhido para implantar o empreendimento. Além de escolher a franquia, é essencial saber optar pelo produto ideal e a melhor localização para instalação da marca.

3. Pesquise pelas melhores oportunidade de franquias

O ponto-chave do processo para abrir uma franquia é pesquisar. Descubra o setor que mais tem a ver com seu estilo e faça uma boa análise sobre ele.

Selecione as marcas que mais agradam e vá em busca do máximo de informações possíveis. Existem muitas oportunidades de franquias no mercado. Veja o produto ou serviço que mais se identifica com você. Além disso, verifique as práticas administrativas do franqueador.

Vale conversar diretamente com ele, para tirar todas as dúvidas e conhecer a fundo o modelo de negócio no qual pretende investir. A pesquisa é fundamental para agrupar o máximo de informações e gargalos possíveis sobre a franquia em questão. Além disso, é uma forma de o fraqueado sentir mais segurança antes de fechar o negócio.

4. Analise a proposta do franqueador

Analise com calma e minuciosamente a proposta do franqueador antes de assinar a papelada. É fundamental conhecer todos os detalhes desse acordo para garantir o sucesso do investimento e evitar surpresas desagradáveis. Os principais fatores a serem avaliados são:

  • taxas cobradas: veja os valores, termos contratuais e periodicidade;
  • transferências de know how: dê preferência para franquias que tenham experiência mínima de dois a três anos no mercado;
  • treinamentos oferecidos: a franquia deve garantir capacitação específica para os gestores e colaboradores do empreendimento;
  • circular de oferta de franquia: esse documento é o mais importante na constituição de uma franquia. Por isso, conte com a ajuda de um advogado ou de uma consultoria de franquias para leitura e análise do mesmo;
  • tempo de contrato: é importante que esse prazo seja superior ao tempo necessário para que o negócio apresente retorno financeiro.

5. Converse com franqueados e ex-franqueados

Depois de decidir qual marca você deseja representar no mercado, visite unidades e converse com franqueados e ex-franqueados do produto ou serviço. Assim, é possível descobrir as principais dificuldades e como funciona o suporte daquele franqueador, entre outras particularidades.

6. Busque ajuda especializada

O processo de procura e seleção da melhor franquia para se investir pode durar meses e deve ser feito com atenção. Para os investidores que estão entrando agora no mercado de franchising, é fundamental contratar profissionais especializados para receber orientação em todo o processo ou em alguns momentos pontuais.

Veja os custos de uma franquia

Para adquirir uma franquia, é necessário investir um valor considerável para arcar com os custos iniciais. Esses valores variam de acordo com o tipo de segmento e a localização. Por isso, é preciso saber os montantes que serão gastos para adequar o orçamento. Dentre eles, estão:

  • taxa de franquia: valor pago ao franqueador para aderir à franquia e ter direitos de uso da marca;
  • locação de imóvel: custo referente ao aluguel do local onde a franquia será operada. Alguns franqueadores exigem que o franqueado compre ou construa o imóvel;
  • treinamento: são as taxas que incluem despesas como viagens, hospedagem e alimentação. Normalmente, os treinamentos duram cerca de duas semanas;
  • equipamentos: necessários para abrir a franquia, como computadores, móveis e sistemas de segurança;
  • mercadoria: compra do estoque inicial;
  • taxas de seguro: veja se é obrigatório adquirir;
  • outras taxas: permissões, contratação de funcionários, publicidade de inauguração, serviços contábeis e jurídicos etc.

Uma pesquisa aprofundada sobre a marca e o franqueador, além de um planejamento bem feito, são fundamentais na hora de analisar como escolher a franquia certa para seu investimento. Por isso, converse com especialistas, tire todas as dúvidas e reúna o máximo de informações possíveis sobre a marca. Essa é a maneira mais segura e confiável de investir os seus recursos.

Gostou e quer conhecer nossos modelos de franquias? Assista o vídeo e saiba tudo!

Gostou do post? Siga a HCC Energia Solar no Facebook, Instagram, LinkedIn e YouTube e fique por dentro de todas as novidades do setor fotovoltaico!